Banco Central da Rússia diz estar buscando espaço para pagamentos com criptomoedas

As discussões estão em andamento há meses, embora nenhum consenso tenha sido alcançado entre os diferentes departamentos governamentais e legisladores.

Bandeira da Rússia e símbolo da criptomoeda Bitcoin.
Bandeira da Rússia e símbolo da criptomoeda Bitcoin.

Em meio a guerra com a Ucrânia que vem abalando consideravelmente a economia dos dois países, a Rússia, sancionada não só por governos ao redor do mundo, mas também por empresas privadas, agora parece estar buscando maneiras de tentar diminuir o impacto econômico da situação, considerando até mesmo pagamentos com criptomoedas.

De acordo com informações da agência Reuters, o Banco Central da Federação Russa está aberto a permitir o uso de Bitcoin e outras criptomoedas para a execução de pagamentos internacionais.

O anúncio, feito por oficiais do banco, apresenta um grande contraste em relação a posição muito menos favorável às criptomoedas antes da crise econômica começar a surgir por lá.

A presidente adjunta do Banco Central da Rússia, Ksenia Yudaeva disse em uma coletiva de imprensa que não é contra o uso de criptomoedas em transações internacionais.

No entanto, Yudaeva reiterou que o banco, como autoridade reguladora, continua a ver o uso mais amplo de criptomoedas dentro do mercado financeiro Rússia como uma ameaça para a economia e ainda é uma atividade nada encorajada pela instituição financeira.

“Ainda acreditamos que o uso ativo de criptomoedas no país, especialmente na infraestrutura financeira da Rússia, cria grandes riscos para cidadãos e usuários.

Acreditamos que em nosso país esses riscos podem ser razoavelmente grandes.”

Autoridades russas estão lutando para regular o mercado de criptomoedas do país e o uso de moedas digitais, com o banco central pedindo anteriormente uma proibição geral do criptomercado em diferentes ocasiões.

A relação da Rússia com o criptomercado não é das melhores e costuma até mesmo a ter posições conflitantes dependendo de qual oficial dá declarações sobre o setor.

As discussões estão em andamento há meses, embora nenhum consenso tenha sido alcançado entre os diferentes departamentos governamentais e legisladores.

No entanto, com a crise cada vez mais crescente, surge a necessidade de explorar diferentes tipos de aproximação para solucionar o problema.

O Ministério das Finanças disse na semana passada que permitir que a criptomoeda seja usada para a execução pagamentos internacionais ajudaria a Rússia a combater o impacto das sanções ocidentais impostas desde que o país iniciou uma operação de invasão ao país vizinho, Ucrânia.

As sanções incluem, mais devastadoramente, a remoção do Banco Central Russo do sistema bancário internacional, o que é fundamental para pagamentos para outras nações e transferências de valores. Com isso, o Bitcoin pode ser uma alternativa para o problema, como muitos apoiadores da moeda defendem.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias