Bancos russos querem banir carteiras de criptomoedas

Carteira com diversas criptomoedas.
Carteira com diversas criptomoedas.

Poucas semanas após o Parlamento Europeu aprovar uma lei contra a privacidade, agora bancos da Rússia querem copiar este modelo. Segundo informações do site Iz, a Associação dos Bancos da Rússia (ADB) está pedindo que carteiras de criptomoedas de auto-custódia — ou seja, aquela cujo usuário tem o controle — devem ser banidas no país.

O pedido foi feito através de uma carta, enviada diretamente ao Banco Central da Rússia, bem como a outros departamentos. A justificativa é que tais carteiras tornam possíveis apreensões difíceis, ao contrário de fundos armazenados por terceiros, como exchanges ou bancos.

Caso o projeto vá adiante, isso pode ter graves consequências para os russos. Afinal, a auto-custódia é um dos maiores benefícios das criptomoedas, o controle sobre seu dinheiro, tanto que há um bordão sobre isso.

As chaves não são suas, as moedas não são suas

Além do Bitcoin ser considerado como uma proteção contra a inflação, por ter uma oferta máxima e com emissão controlada pela matemática, outra característica marcante desta criptomoeda é a capacidade de ser um ativo anti-censura.

Tal uso já foi provado durante os protestos dos caminhoneiros no Canadá no início deste ano. Na oportunidade, o governo canadense ordenou o congelamento de contas dos protestantes que, por sua vez, começaram a usar o Bitcoin como dinheiro.

Indo além, a auto-custódia também evita confiscos, como no caso do Plano Collor no Brasil nos anos 90. Afinal, o dinheiro é seu e ninguém deveria conseguir bloquear seu acesso a ele.

Rússia mira carteiras de auto-custódia

Embora não especifique os reais motivos, a Associação de Bancos da Rússia (ADB) não pensa que o indivíduo mereça ter controle sobre seu próprio dinheiro. Desta forma, a ADB enviou uma carta ao Banco Central do país. Sendo mais específico, os russos deveriam declarar os montantes que possuem em tais carteiras.

A desculpa usada pela Associação é que o confisco de criptomoedas, de criminosos e pessoas com dívidas, é difícil caso usem tais carteiras. Contudo, mais difícil ainda é acreditar que bandidos seguirão esta lei. Portanto, como sempre, a conta sobra para aqueles que não tem nada a ver com a história e só querem proteger seu dinheiro.

Além disso, é difícil que alguém se sinta seguro com o governo tendo um banco de dados contendo uma lista com nomes e montantes em custódia. Afinal, esses dados podem vazar facilmente, fazendo com que estas pessoas virem alvos de roubos, sequestros, extorsões e outros crimes.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias