Segundo maior banco da Espanha começará custodiar Bitcoin para clientes

O braço suíço do gigante bancário BBVA começará a fornecer serviços de negociação e custódia de Bitcoin a partir de segunda (21).

Siga no
BBVA. Imagem: ShutterStock
BBVA. Imagem: ShutterStock

A filial suíça do banco espanhol Bilbao Vizcaya Argentaria (BBVA) começará a fornecer serviço de armazenamento e negociação de Bitcoin para seus clientes privados a partir de segunda, 21 de junho.

Inicialmente, a oferta se aplicará apenas ao Bitcoin, mas outras criptomoedas estão planejadas para serem adicionadas no futuro. Ao mesmo tempo, o banco alertou que seu novo serviço não prestará consultoria sobre investimentos em criptomoedas.

Com o Bitcoin se tornando parte de investimentos do banco, os clientes privados do BBVA poderão ver o desempenho de suas posições na moeda digital juntamente com os ativos financeiros tradicionais.Isso será possível graças à integração de um serviço especial no aplicativo bancário.

Custódia e conversão de Bitcoin no segundo maior banco da Espanha

De acordo com o comunicado do BBVA, os clientes do banco não terão dificuldade em preparar relatórios fiscais. Além disso, eles serão capazes de converter automaticamente Bitcoin em moedas fiduciárias e vice-versa para evitar perdas devido à volatilidade da taxa de câmbio.

O CEO do BBVA Suíça, Alfonso Gómez, disse que o banco lançou o serviço após um teste que durou cerca de seis meses.

Durante os testes, os especialistas do banco puderam entender melhor os riscos associados às criptomoedas.

Segundo Gomes, o serviço vai determinar quanto Bitcoin interessará aos clientes do banco como ferramenta de diversificação da carteira de investimentos, apesar do alto nível de risco e volatilidade das criptomoedas.

A instituição financeira decidiu lançar o novo serviço após perceber o desejo de muitos investidores em diversificar suas carteiras com ativos digitais, apesar dos riscos potenciais e da volatilidade do mercado.

De acordo com o anúncio do BBVA, o acesso aos novos serviços estará aberto a todos os clientes, sem exceção.

O fator determinante pelo qual o banco decidiu fornecer esses serviços foi a atitude amigável do país em relação à indústria de criptomoedas. Em maio, o banco suíço UBS também anunciou sua disposição de oferecer a seus clientes a oportunidade de investir em criptomoedas.

Esta semana, outro banco local, o Sygnum, anunciou o próximo lançamento dos serviços de negociação e custódia de tokens DeFi para investidores institucionais.

No que se refere ao lançamento de serviços similares em outros países, o BBVA disse que tudo vai depender da maturidade, nível de procura e regulação do mercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Ethereum vai ultrapassar o Bitcoin, diz CEO da Pantera Capital

O Ethereum está prestes a passar por uma de suas mais importantes atualizações, o hard fork London, em preparação para o Ethereum 2.0. Essa...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias