Bitcoin

BC americano responde pergunta sobre quando incluirá Bitcoin em suas reservas

Share

Em live realizada na última quinta-feira (4), Neel Kashkari, presidente do Federal Reserve de Mineápolis, foi questionado sobre quando o BC americano incluirá Bitcoin em seu balanço, assim como faz com outros ativos como o ouro.

Em resposta, o dirigente desdenhou a criptomoeda, novamente a comparando às ‘Beanie Babies’, uma coleção de brinquedos que virou tendência nos EUA na década de 90 a ponto de ser tratada como um investimento financeiro, mas que logo depois caiu no esquecimento.

“Eu não deveria fazer essa próxima pergunta, mas eu vou, ela veio de um leitor”, comentou Jennifer Ablan, editora-chefe da P&I.

“Quando o Fed colocará Bitcoin em seu balanço? Você [Kashkari] já disse que vocês têm uma oferta ilimitada de dólares, não faria sentido trocar alguns por uma moeda com um limite máximo?”

Contrário a ideia, Kashkari afirmou que o Bitcoin pode cair para zero a qualquer momento. “Apenas troque a palavra Bitcoin por Beanie Babies”, respondeu o dirigente. “O Fed deveria comprar Beanie Babies porque elas foram uma moda por um tempo?”

Seguindo, o executivo nota que alguns entusiastas já compraram produtos com Bitcoin, mas que essa não é a realidade do público geral e a criptomoeda só tem força em mercados ilegais.

“Quando viajo e dou palestras, sempre peço ao público se alguém comprou algo com Bitcoin. Um sanduíche, um celular, um livro? Ninguém nunca comprou.”

Finalizando, Kashkari afirma que o único caso do Bitcoin é a tentativa de subversão às regulações bancárias, ou seja, para comprar produtos como drogas.

Dirigente do Fed compara Bitcoin à Amazon

Animado com o tema, Neel Kashkari continuou sua resposta, agora comparando o Bitcoin à Amazon, cujas ações tiveram um salto de 281.915% desde o início de suas negociações em 1997. No entanto, o presidente do Federal Reserve de Mineápolis, não acredita que essa comparação seja justa.

“Os investidores de Bitcoin que estão me assistindo estão me chamando de neandertal, dizendo que em 1994 eu diria que ninguém compra livros online, então a Amazon não tem futuro”, comentou Kashkari.

“Isso não é a Amazon em 1994. Isso é a Amazon em 2004. O bitcoin já está aí há mais de uma década e após uma década, ainda não possui um caso de uso legítimo em uma democracia avançada.”

Comparando os números, hoje a Amazon vale US$ 1,9 trilhão, já o Bitcoin US$ 1,3 trilhão. Em 2024, os ganhos ficam em 22% contra 51%, respectivamente, saltando para 105% vs 1.245% quando analisados os últimos 5 anos.

Em relação aos casos de uso, muitos estão comprando Bitcoin para fugir da inflação de suas moedas locais, incluindo o dólar americano. Outros vão além e defendem que o Bitcoin é o “ativo focal” em relação a guerras, podendo ser uma fuga ao financiamento dessas atrocidades.

Por fim, é difícil acreditar que dirigentes de bancos centrais admitam a força do Bitcoin. Afinal, isso seria uma declaração de que eles estão realizando um péssimo trabalho. De qualquer forma, aqueles que tiverem coragem para isso poderão se beneficiar no futuro.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.
Curta no Facebook, Twitter e Instagram.
Comentários
Autor:
Henrique HK