Biden cria força tarefa com 30 países para combater uso ilícito de criptomoedas

O presidente dos Estados Unidos expressou que quer acabar com as redes de ransomware, fortalecer a segurança cibernética e garantir a responsabilização daqueles que ameaçam a segurança de todas as nações.

Siga no
Joe Biden. (Imagem: Wikimedia)
Joe Biden. (Imagem: Wikimedia)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou que está reunindo 30 países para lutar contra o uso ilegal de criptomoedas. Biden acrescentou que os EUA trabalharão em estreita colaboração com as nações para enfrentar as ameaças à segurança cibernética.

A administração do governo Biden criará uma força tarefa para “sufocar” os efeitos dos ransomwares, o uso ilícito de criptomoedas e vários assuntos relacionados. O aumento dos ataques do tipo é uma das principais preocupações de segurança da Casa Branca, com várias agências trabalhando em sinergia.

Como outubro é o mês da conscientização sobre segurança cibernética, a Casa Branca publicou uma declaração do presidente sobre os esforços do governo em relação à segurança cibernética.

Uso de criptomoedas

No texto, Biden explicou que os EUA estão trabalhando em estreita colaboração com nações ao redor do mundo, incluindo seus aliados da OTAN e do G7, para responder às ameaças à segurança cibernética.

Ele prossegue dizendo que a colaboração começará este mês para acelerar o processo que melhorará a colaboração policial e combaterá os crimes cibernéticos – especialmente aqueles que fazem uso ilegal de criptomoedas.

De acordo com a declaração do presidente, os objetivos serão fomentar a cooperação entre os Estados membros e as agências de aplicação da lei, para “impedir o uso ilícito de criptomoedas e se engajar nessas questões diplomaticamente”.

Os texto sugere que a organização pode ser chamada de “Counter-Ransomware Initiative” e que a primeira reunião deve ser realizada virtualmente.

Todos os americanos

Biden também falou que seu governo precisaria da ajuda de todos os americanos e de todas as empresas americanas nesse processo. Ele destacou a necessidade de manter as portas digitais trancadas e geralmente fazer mais na construção de tecnologia segura, ao mesmo tempo em que educa os consumidores sobre os riscos associados às tecnologias que compram.

“O governo federal precisa da parceria de todos os americanos e de todas as empresas americanas nesses esforços. Devemos trancar nossas portas digitais – criptografando nossos dados e usando autenticação multifator, por exemplo – e devemos construir tecnologia com segurança desde o projeto, permitindo que os consumidores entendam os riscos nas tecnologias que compram.”

O presidente dos Estados Unidos expressou que quer acabar com as redes de ransomware, fortalecer a segurança cibernética e garantir a responsabilização daqueles que ameaçam a segurança de todas as nações.

Esta não é a primeira tentativa de Biden de impedir ataques de ransomware. No mês passado, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou um conjunto de ações nesse sentido. E agora, o presidente espera manter o ímpeto.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Alemanha vai leiloar R$ 75,2 milhões em Bitcoin

O leilão de criptomoedas realizados por diferentes governos tem sido algo cada vez mais comum, e desta vez um estado da Alemanha vai leiloar...
Rafael Portugal em uma live pelo Instagram

“Não perdi nada” – Rafael Portugal consegue bloquear R$ 1,4 milhão da empresa do...

Em uma publicação em seu Instagram, o ator do "Porta dos Fundos" Rafael Portugal afirmou que "não perdeu nada". Agradecendo o carinho dos fãs...
Investimentos em Bitcoin e criptomoedas

ANBIMA fará evento sobre criptomoedas, água e cannabis

O evento ANBIMA Summit, que começa nesta segunda-feira (25), discutirá sobre investimentos em criptomoedas, água e cannabis, na seção dos chamados ativos alternativos. A ANBIMA...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias