Binance, FTX e Kucoin estão entre as fintechs mais promissoras do mundo

Das empresas mencionadas no mercado de criptomoedas, várias já estão com presença no Brasil e região.

Um divulgado pela CB Insights revelou as 250 fintechs mais promissoras do mundo, sendo que 24 empresas do mercado de criptomoedas apareceram no levantamento, muitas das quais já atuam no Brasil.

As fintechs são companhias privadas que buscam oferecer novos serviços financeiros pelo mundo, utilizando para isso inovações tecnológicas que bancos tradicionais não oferecem.

Muitas fintechs têm o foco de buscarem clientes desbancarizados ou de regiões de difícil acesso para bancos, levando a economia mundial a mais locais.

No caso das criptomoedas, as empresas do setor buscam oferecer diversos serviços, já se destacando entre as principais empresas do mundo.

Relatório mostra quais são as fintechs de criptomoedas mais promissoras do mundo

Os 250 vencedores de um grupo de mais de 12.500 empresas privadas elegíveis foram escolhidos pelos analistas da CB Insights recentemente, mostrando quais as fintechs apresentam o maior nível de inovação com seus produtos e serviços.

Chama atenção que dentre essas 250 empresas escolhidas, 24 são do mercado de criptomoedas.

Os destaques foram para Alchemy, Anchorage Digital, Binance, Blockchain.com, Blockdaemon, Chainalysis, CoinDCX, ConsenSys, Elliptic, FalconX, Fireblocks, FTX, Gemini, KuCoin, Ledger, MoonPay, Nansen, Paxos, Prime Trust, StarkWare, Talos, TaxBit, TRM Labs e Zero Hash.

CB Insights Fintech 250 em 2022
CB Insights Fintech 250 em 2022. Reprodução.

Várias empresas já atuam no Brasil, como as corretoras Binance, FTX, KuCoin, MoonPay, Paxos e Blockchain.com. A Binance tem se aproximado do país e inaugurou na última semana dois escritórios locais, em São Paulo e Rio de Janeiro.

A Paxos, por exemplo, é parceria do Nubank, Mercado Pago e PicPay na oferta de negociações de bitcoin e outras criptomoedas. Já a MoonPay anunciou nos últimos dias um patrocínio ao Flamengo.

Outras empresas que atuam no Brasil são Chainalysis (rastreio de criptomoedas) e ConsenSys (engenharia de software e MetaMask).

Sede da maior parte das empresas é nos Estados Unidos

Apesar do levantamento mostrar que as fintechs mais promissoras de criptomoedas no mundo estão com presença na América Latina, suas sedes não são nesses locais.

Segundo levantamento do Livecoins, 15 delas estão com sede nos Estados Unidos. Outras duas estão no Reino Unido e as demais espalhadas por outros países em diferentes continentes, menos América Latina.

Países com mais fintechs de criptomoedas que aparecem no relatório da CB Insights 2022
Países com mais fintechs de criptomoedas que aparecem no relatório da CB Insights 2022. Livecoins.

Isso mostra que embora o número de fintechs oferecendo serviços com criptomoedas já seja destaque entre as maiores do mundo, a América Latina ainda não tem representatividade no setor, mesmo registrando um dos maiores índices de adoção global do mundo.

O relatório da CB Fintechs destacou que o Brasil tem apenas 9 fintechs que o representam, sendo 3,6% do total mundial. São elas as empresas Banco Agibank, C6 Bank, CloudWalk, Creditas, EBANX, Loft, QuintoAndar, Unico e Warren.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias