BIS prepara regras para bancos com exposição a criptomoedas

Segundo o relatório, o Comitê da Basileia identificou mais de 20 bancos que possuem exposição direta ou indireta a criptomoedas. Nesse sentido, Hernández propõe uma regulamentação com uma abordagem "prospectiva".

O Banco de Compensações Internacionais (BIS), também conhecido como ‘banco central dos bancos centrais’, divulgou nesta terça-feira (29) um relatório sobre a reunião anual de supervisores bancários.

A Conferência Internacional de Supervisores Bancários (ICBS), que aconteceu virtualmente, contou com a presença do presidente do Banco Central de Espanha, Pablo Hernández de Cos, que falou sobre a digitalização nos bancos.

Em um dos pontos discutidos, Hernández falou sobre o mercado de ‘criptoativos’ e destacou que eles podem representar um risco para todos os bancos.

“O que podemos dizer com confiança é que tais mercados têm potencial para escalar rapidamente e apresentar riscos a bancos individuais e à estabilidade financeira em geral“, disse o presidente do BC da Espanha.

BIS prepara novas regras para bancos com exposição a criptomoedas

Segundo o relatório, o Comitê da Basileia identificou mais de 20 bancos que possuem exposição direta ou indireta a criptomoedas. Nesse sentido, Hernández propõe uma regulamentação com uma abordagem “prospectiva”.

Ele também comentou que as atuais exposições de criptomoedas dos bancos são relativamente baixas e que representam menos de 0,15% das exposições totais. Mas isso já é o suficiente para criar regras.

“Devemos adotar uma abordagem voltada para o futuro para regulá-los e supervisioná-los”, disse Hernández. “Por esse motivo, o Comitê publicará seus padrões prudenciais finais para exposições bancárias a criptoativos nos próximos meses”, concluiu.

Embora a adoção de criptomoedas tenha sido alta em alguns países, incluindo a Espanha, ainda há alguns atritos devido à regulamentação desses mercados.

Além disso, apesar de o Congresso espanhol ter uma visão mais clara dos criptoativos, as entidades financeiras ainda reconhecem esses ativos digitais como de alto risco.

Governador do Banco da Espanha acredita que as criptomoedas são um risco para a estabilidade financeira

Recentemente, Pablo Hernández de Cos comentou sobre os eventos ocorridos relacionados à falência da FTX, então terceira maior exchange de criptomoedas.

Em sua declaração, ele disse que o evento mostra que há perigo no mercado de criptomoedas e que deve servir de lição para todos os cidadãos sobre esses ‘produtos’.

Hernández insistiu que a situação da FTX é uma prova dos riscos associados a esse mercado, “que sempre existiram”. Além disso, ele comentou que as entidades reguladoras devem fornecer conhecimento suficiente às pessoas antes de investir em criptomoedas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias