Bitcoin valoriza 1000% em 12 meses e ultrapassa US $ 60 mil

Siga no

O Bitcoin valorizou 6% nas últimas 24 horas e ultrapassou pela primeira vez na história a marca de US $ 60 mil. No Brasil a moeda digital é negociada acima de R$ 332 mil nas principais corretoras.

O preço da moeda digital mais que dobrou em 2021 e tem alta acumulada de 1066% nos últimos 12 meses. Menos de 3 meses atrás, o preço estava abaixo de US $ 20.000.

  • 14/03/2020, Bitcoin era cotado a US $ 5,408.
  • 16/12/2020, US $ 20.000.
  • 01/01/2021, US $ 29,374.
  • 02/01/2021, o preço disparou para US $ 30.000.
  • 08/01/2021 menos de uma semana depois, o preço chegou a US $ 40.000.
  • 06/02/2021, US $ 50.000.
  • 13/03/2021 (hoje), novo recorde de $ 60.000.

É importante notar que os recordes de US $ 50 mil e mais tarde, US $ 55 mil, foram precipitados por desenvolvimentos importantes, incluindo a decisão da MicroStrategy de comprar mais Bitcoin, e da Tesla ter anunciado a compra do ativo digital.

O interesse pela criptomoeda está crescendo em todo o mundo e de todas as formas, o mercado de varejo é certamente um deles.

Nos últimos dias, todas as principais corretoras quebraram novos recordes em volume de negociação. Algumas empresas chegaram até ficar fora do ar por não suportar o fluxo de novos interessados.

Mais e mais empresas estão usando Bitcoin como poupança ou reserva de valor. Isso cria ‘escassez’ no mercado.

O sentimento em torno da moeda digital mudou. A crise global e os altos números da inflação ajudaram nisso.

Bitcoin agora é um grande mercado global com inúmeros players diferentes. Não há uma pessoa que vá causar uma grande subida ou queda definitiva. Mas, em geral, esse é um processo em que milhões de pessoas acreditam simultaneamente em uma nova forma de dinheiro.

Uma pessoa espera poder comprar um bom carro um dia, outra porque não tem acesso a outras redes financeiras digitais. O Bitcoin funciona e essa percepção parece estar cada vez mais difundida em todo o mundo.

De acordo com dados da Chainalysis, a demanda por Bitcoin nas corretoras está aumentando, mas a oferta está diminuindo.

Segundo analistas do mercado, demorou mais de uma década para os investidores institucionais desenvolverem interesse no Bitcoin, mas agora que entraram no setor, não parece que vão parar tão cedo.

Recentemente, o presidente dos EUA, Joe Biden, sancionou um pacote de estímulo de US $ 1,9 trilhão que coloca US $ 1.400 no bolso dos americanos para ajudá-los a enfrentar a crise atual.

No entanto, imprimir dinheiro para salvar a economia desvalorizará a moeda, e o Bitcoin se tornando o refúgio seguro favorito entre muitos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Ark Invest

Ark Invest vende ações chinesas e compra bitcoin

A Ark Invest está se livrando de ações chinesas em meio a uma liquidação generalizada que fez com que a maioria das ações chinesas...
LGPD no Brasil blockchain

LGPDJus: Aplicativo para requisições sobre proteção de dados usa blockchain

Na próxima sexta-feira (30), o Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) lançará um novo aplicativo para a população do estado. Chamado de LGPDJus, a...
MasterCard e Bitcoin criptomoeda blockchain

Mastercard vai acelerar startups de criptomoedas em novo programa

As startups que empreendem no setor de criptomoedas e blockchain poderão encontrar na Mastercard mais uma parceira de aceleração. O programa da empresa foi...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias