Bitcoin valoriza 1000% em 12 meses e ultrapassa US $ 60 mil

Siga no

O Bitcoin valorizou 6% nas últimas 24 horas e ultrapassou pela primeira vez na história a marca de US $ 60 mil. No Brasil a moeda digital é negociada acima de R$ 332 mil nas principais corretoras.

O preço da moeda digital mais que dobrou em 2021 e tem alta acumulada de 1066% nos últimos 12 meses. Menos de 3 meses atrás, o preço estava abaixo de US $ 20.000.

  • 14/03/2020, Bitcoin era cotado a US $ 5,408.
  • 16/12/2020, US $ 20.000.
  • 01/01/2021, US $ 29,374.
  • 02/01/2021, o preço disparou para US $ 30.000.
  • 08/01/2021 menos de uma semana depois, o preço chegou a US $ 40.000.
  • 06/02/2021, US $ 50.000.
  • 13/03/2021 (hoje), novo recorde de $ 60.000.

É importante notar que os recordes de US $ 50 mil e mais tarde, US $ 55 mil, foram precipitados por desenvolvimentos importantes, incluindo a decisão da MicroStrategy de comprar mais Bitcoin, e da Tesla ter anunciado a compra do ativo digital.

O interesse pela criptomoeda está crescendo em todo o mundo e de todas as formas, o mercado de varejo é certamente um deles.

Nos últimos dias, todas as principais corretoras quebraram novos recordes em volume de negociação. Algumas empresas chegaram até ficar fora do ar por não suportar o fluxo de novos interessados.

Mais e mais empresas estão usando Bitcoin como poupança ou reserva de valor. Isso cria ‘escassez’ no mercado.

O sentimento em torno da moeda digital mudou. A crise global e os altos números da inflação ajudaram nisso.

Bitcoin agora é um grande mercado global com inúmeros players diferentes. Não há uma pessoa que vá causar uma grande subida ou queda definitiva. Mas, em geral, esse é um processo em que milhões de pessoas acreditam simultaneamente em uma nova forma de dinheiro.

Uma pessoa espera poder comprar um bom carro um dia, outra porque não tem acesso a outras redes financeiras digitais. O Bitcoin funciona e essa percepção parece estar cada vez mais difundida em todo o mundo.

De acordo com dados da Chainalysis, a demanda por Bitcoin nas corretoras está aumentando, mas a oferta está diminuindo.

Segundo analistas do mercado, demorou mais de uma década para os investidores institucionais desenvolverem interesse no Bitcoin, mas agora que entraram no setor, não parece que vão parar tão cedo.

Recentemente, o presidente dos EUA, Joe Biden, sancionou um pacote de estímulo de US $ 1,9 trilhão que coloca US $ 1.400 no bolso dos americanos para ajudá-los a enfrentar a crise atual.

No entanto, imprimir dinheiro para salvar a economia desvalorizará a moeda, e o Bitcoin se tornando o refúgio seguro favorito entre muitos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin rompe alta histórica e é negociado acima dos 65 mil dólares

Com um mercado otimista em relação a questões regulatórias, o preço do Bitcoin rompeu a sua máxima histórica de 64.895 dólares registrada em abril...

Criptomoeda “promissora e fora do radar” desaparece com R$3 milhões dos investidores

Golpes envolvendo arrecadação de dinheiro e então um abandono do projeto são bem comuns, mas a CryptoEats foi além. A falsa empresa usou influenciadores...

FCA faz alerta para “jovens” que investem em criptomoedas

Segundo relatório publicado pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido, a maior parte dos jovens faz investimentos arriscados por conta da competição...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias