Bitcoin cai abaixo de 35 mil dólares após Putin autorizar invasão na Ucrânia

O bitcoin e outras criptomoedas, que já estavam com tendência e queda, reagiram à situação na Ucrânia.

Rússia-invade-Ucrânia
Rússia-invade-Ucrânia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, “declarou guerra contra a Ucrânia”, autorizando uma operação militar no país – encerrando semanas de impasses diplomáticos e mergulhando a Europa e o mundo em um pesadelo que muitos acreditam ser o início de uma Terceira Guerra Mundial.

Em um discurso na manhã desta quinta-feira em Moscou, Putin disse que a Rússia iniciaria uma ação militar na Ucrânia. A NBC News reportou que explosões foram ouvidas em Kiev, capital da Ucrânia.

Putin autoriza invasão na Ucrânia

“Tomei a decisão por uma operação militar”, disse o presidente russo na TV pouco antes das meia-noite, horário de Brasília. Na mensagem, Putin pediu aos militares ucranianos que “deponham as armas”.

Vladimir Putin também prometeu retaliação a qualquer um que interferir na operação contra a Ucrânia.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba disse que Putin começou uma guerra e que o mundo deve para-lo.

“Putin acaba de lançar uma invasão em grande escala na Ucrânia. Cidades pacíficas da Ucrânia estão sob ataque. Esta é uma guerra de agressão. A Ucrânia se defenderá e vencerá. O mundo pode e deve parar Putin. A hora de agir é agora.”

Bitcoin cai

O bitcoin e outras criptomoedas, que já estavam com tendência e queda, reagiram à situação na Ucrânia.

Poucos minutos depois que Putin fez o pronunciamento na TV, o bitcoin, que estava sendo negociado na faixa de US$ 38.949, caiu quase 8%, segundo dados do CoinMarketCap.

A criptomoeda mais valiosa do mundo caiu abaixo de US$ 35.000 e continua a derreter à medida que a crise na Ucrânia se intensifica.

Apesar da natureza do bitcoin de ser usado como uma reserva de valor, analistas dizem que a queda atual mostra que as criptomoedas não são uma boa escolha para investidores que buscam estabilidade em períodos de turbulência no mercado, em contraste com hedges tradicionais contra riscos, como ouro.

“A narrativa de porto seguro do Bitcoin desmoronou quase completamente à medida que a crescente possibilidade de conflito militar e o agravamento da relação EUA-Rússia colocam o mercado financeiro mais amplo no modo de aversão ao risco”, disse Yuya Hasegawa, analista de mercado de criptomoedas do Bitbank no Japão, em um comunicado.

O Bitcoin já passou por vários momentos de queda em sua história, chegando a cair mais de 80% em um único dia, resultado de eventos globais.

Apesar disso, a moeda digital se recuperou e continuou alcançando recordes de preço, mas esta é a primeira vez que o Bitcoin é testado em um cenário de guerra.

Especialistas dizem que, como em outras ocasiões, ele vai se recuperar, dada sua natureza escassa, mas isso pode não acontecer tão cedo.

“O Bitcoin é um participante involuntário da volatilidade que está atingindo todos os ativos de risco das tensões Rússia-Ucrânia”, disseram analistas. “A montanha-russa do Bitcoin não terminará tão cedo”, acrescentaram.

Criador do Ethereum lamenta

Vitalik Buterin, o criador do Ethereum, foi ao Twitter lamentar a decisão de Putin de invadir a Ucrânia, dizendo ter ficado muito chateado com a decisão do presidente russo e desejando “glória à Ucrânia”.

“Muito chateado com a decisão de Putin de abandonar a possibilidade de uma solução pacífica para a disputa com a Ucrânia e ir para a guerra. Este é um crime contra o povo ucraniano e russo. Quero desejar segurança a todos, embora saiba que não haverá segurança. Glória à Ucrânia.”

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias