Bitcoin cai abaixo de US$ 39.000 e gera US$ 300 milhões em liquidações

O cofundador da BitMEX, Arthur Hayes, apontou que a tendência decrescente do Bitcoin pode se manter até o final do mês, influenciada por fatores externos como o anúncio de reembolso trimestral do Tesouro dos EUA.

O Bitcoin começou a semana em queda, com a moeda digital caindo abaixo de US$ 39.000 na manhã desta terça-feira (23). O movimento resultou em liquidações consideráveis no setor, totalizando cerca de US$ 300 milhões em várias plataformas de negociação.

No momento da redação deste artigo, o Bitcoin está sendo negociado a cerca de US$ 38.915, com uma perda de 4% nas últimas 24 horas.

A queda impactou diretamente a capitalização de mercado da moeda digital, que agora se encontra em torno de US$ 767 bilhões, diminuindo em quase US$ 40 bilhões nos últimos dias.

Criptomoedas em queda 23 01 2024 (CoinMarketCap)
Criptomoedas em queda 23 01 2024 (CoinMarketCap)

O cofundador da BitMEX, Arthur Hayes, apontou que a tendência decrescente do Bitcoin pode se manter até o final do mês, influenciada por fatores externos como o anúncio de reembolso trimestral do Tesouro dos EUA.

Enquanto isso, o Ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda do mercado, também registrou uma queda no seu valor, caindo 6% e sendo cotado a US$ 2.230.

Esse declínio pode ser atribuído, em parte, à venda de ativos pela Fundação Ethereum e à movimentação de fundos pela Celsius, uma empresa de criptomoedas que enfrenta desafios.

A Celsius transferiu significativas quantidades de ETH para exchanges como a Coinbase e a FalconX, e a Fundação Ethereum realizou vendas de cerca de US$ 1,6 milhão em ETH.

US$ 300 milhões em liquidações

Os dados da Coinglass indicam perdas acentuadas para os traders de longo prazo, que apostavam em um mercado de alta. Em apenas uma hora, esses traders enfrentaram perdas de US$ 115 milhões, e, ampliando o período para 24 horas, as perdas alcançaram quase US$ 300 milhões.

Os traders com posições pessimistas tiveram perdas menores, na casa dos US$ 38 milhões.

No que diz respeito ao Bitcoin, mais de US$ 80 milhões foram liquidados, sendo a maior parte dessas perdas atribuída a posições longas. A maior liquidação individual foi uma aposta de US$ 5 milhões no aumento do preço do BTC na plataforma Bybit.

Os traders de Ethereum também enfrentaram desafios, com liquidações totais próximas a US$ 70 milhões, a maioria decorrente de apostas na valorização do ETH.

Além de Bitcoin e Ethereum, traders de outras criptomoedas importantes, como Solana, XRP, Dogecoin e Ordinal, também registraram perdas, com liquidações variando entre US$ 4 milhões a US$ 16 milhões.

As plataformas de negociação de criptomoedas, incluindo a Binance, a maior em volume de negociação, observaram perdas substanciais entre seus usuários.

A Binance registrou perdas de US$ 98 milhões, enquanto a OKX teve liquidações totalizando US$ 71 milhões. Outras como ByBit e HTX também reportaram perdas significativas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias