Bitcoin cai abaixo de US$ 46 mil e “cruz de morte” está de volta

Importante suporte foi perdido.

Bitcoin em baixa, gráfico de preços no vermelho
Bitcoin em baixa, gráfico de preços no vermelho

O preço diário do Bitcoin fechou abaixo da média móvel de 200 períodos pela primeira vez neste mês de dezembro. Próximo do natal e fim de ano, muitos fãs da tecnologia acompanham que 2021 foi sem dúvidas um dos melhores anos na história da moeda digital.

Além de passar por um forte movimento de alta no mercado, o Bitcoin registrou mais uma importante atualização em sua rede, o que coloca os fundamentos em alta.

Dessa forma, seria natural que o preço do Bitcoin repercutisse ao movimento e terminasse o ano de 2021 em alta. Mesmo assim, a alta não deverá ser o que muitos esperavam no mercado.

Gráfico diário BTC/USD com destaque para "cruz da morte" em maio de 2021. Fonte: TradingView
Gráfico diário BTC/USD com destaque para “cruz da morte” em maio de 2021. Fonte: TradingView

Preço do Bitcoin fecha abaixo da média de 200 períodos no diário, o que isso significa?

Ignorando os fundamentos do Bitcoin, traders que operam apenas pela ótica da análise técnica tem um importante movimento para se prestar atenção.

Isso porque, no último domingo (19), o Bitcoin fechou pela primeira vez no gráfico com período diário abaixo da média móvel de 200 períodos. Para quem acompanha essa média considerada de longo prazo, sabe que isso reflete o comportamento do Bitcoin em 40 semanas, indicando assim uma tendência de longo prazo.

Gráfico do Bitcoin em Dólar, com médias móveis de 50 e 200 períodos
Gráfico do Bitcoin em Dólar, com médias móveis de 50 e 200 períodos em 20 de dezembro de 2021 /TradingView

Outra importante leitura a se fazer sobre a média de 200 períodos é que ela é um importante suporte de longo prazo, que agora foi perdido. Dessa forma, fica claro que 2021 pode fechar com o preço em tendência de baixa, fato que ainda dependerá de uma avaliação do mercado nos próximos 10 dias de negociações.

De qualquer maneira, acende um alerta para quem acreditava nos US$ 100 mil do Bitcoin ainda neste ano, fato que parece cada vez mais distante. Apesar disso, com a média de 50 períodos ainda longe, o Bitcoin ainda está longe de uma nova “Cruz da Morte” no mercado.

Cotação do Bitcoin: Medo extremo segue no mercado

Com a baixa do mercado, o Bitcoin inicia a semana nesta segunda-feira (20) cotado em US$ 45.960,00, com uma queda de 2% nas últimas 24 horas. Já no Mercado Cripto brasileiro, a moeda digital custa R$ 262.549,37, também com queda de 2% no último dia.

De acordo com o indicador Fear And Greed (Medo e Ganância) do Bitcoin, o mercado acorda com medo extremo, batendo 25 pontos em uma escala de 0 a 100. Com esse nível de medo, investidores mostram que não estão confiantes no curto prazo, mas pode mostrar também um momento interessante para se realizar aportes no mercado para quem acredita no longo prazo.

Indicador Fear And Greed do Bitcoin em 20 de dezembro de 2021
Indicador Fear And Greed do Bitcoin em 20 de dezembro de 2021 /Crédito: Alternative.me

A nova semana antes do natal deverá mostrar novos elementos aos traders, que acompanham agora com atenção a possível tendência de baixa na maior moeda digital do mercado, que pode empurrar todas as altcoins para queda com seu movimento, caso se confirme.

Nas últimas 24 horas, por exemplo, a Shiba Inu já perdeu 5,95% de seu valor, assim como o Ethereum caiu 2,45%.

Por fim, vale lembrar que apesar da possível tendência de baixa, o Bitcoin valoriza 58,41% frente ao Dólar no ano, ganhando ainda 73,80% contra o Real brasileiro no consolidado de 2021, ou seja, a queda de curto prazo não passou nem perto de anular os ganhos de longo prazo do mercado, tornando este um período importante na descoberta de preços do mercado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias