Bitcoin cai mais de 20% e chega a 42 mil dólares, o que está acontecendo?

Bitcoin, Ethereum e várias outras criptomoedas enfrentam uma tempestade de catalisadores de baixa.

O preço do Bitcoin caiu drasticamente nas primeiras horas da deste sábado (4), caindo mais de 20%, chegando a ser negociado por US$ 42.000. O preço do Ethereum também despencou, caindo mais de 25%, para cerca de US$ 3.400.

Outras criptomoedas conhecidas também ficaram mais baratas. A capitalização total de mercado caiu 16%, para US $ 2,2 trilhões. No início de novembro, a capitalização total do mercado de criptomoedas atingiu três trilhões de dólares pela primeira vez na história.

As criptomoedas passaram por turbulências desde o surgimento da variante Omicron do coronavírus, acompanhando os mercados de ações globais que também despencaram no mundo todo.

Criptomoedas em queda
Criptomoedas em queda

No dia 26 de novembro, o bitcoin caiu para o menor valor de sete semanas, chegando a ser negociado por US $ 54.000, entrando em um território de queda.

Ações de empresas de tecnologia também tiveram uma semana ruim, com o índice Nasdaq fechando a semana com queda de cerca de 2,5%. Os preços das criptomoedas e das ações normalmente não estão estreitamente correlacionadas, mas grandes vendas de ações podem estar fazendo com que os investidores se tornem mais conscientes do risco em geral e saiam de posições de criptomoedas.

O que está acontecendo?

Além dos temores com a variante omicron, o aumento dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA pode estar levando os investidores a abandonar os investimentos mais arriscados em busca de retornos mais seguros.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse na sexta-feira (3) que a variante foi detectada em 38 países, ante 23 há dois dias, com dados iniciais sugerindo que a cepa é mais contagiosa do que outras.

O potencial de novas restrições regulatórias também pode estar pesando sobre as avaliações das criptomoedas. A China baniu efetivamente as transações com criptomoedas e mineração, a Índia apresentou recentemente uma legislação que poderia proibir todas as criptomoedas e o projeto de lei de gastos dos EUA recentemente assinado incluía novos impostos para corretores de criptomoedas.

Vários analistas estão apontando a queda atual com notícias de uma possível regulamentação de criptomoedas nos Estados Unidos. Na semana passada, a SEC rejeitou uma proposta de um fundo de Bitcoin negociado em bolsa ETF.

Além disso, no dia 8 de dezembro, representantes de oito grandes corretoras dos Estados Unidos vão testemunhar pela primeira vez perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos.

Entre esses vários fatores, Bitcoin, Ethereum e várias outras criptomoedas enfrentaram uma tempestade de catalisadores de baixa.

Vai continuar em queda?

Apesar da queda acentuada, o mercado de criptomoedas parece continuar em ciclo de alta. O interesse por moedas digitais aumentou este ano e a indústria continua crescendo.

Tal como acontece com as ações, prever altas e baixas no mercado de criptomoedas é difícil de fazer com precisão. É possível que o atual mercado de alta ainda continue, mas os investidores também devem pesar o risco de que o mercado está enfrentando pressões por todos os lados.

Para investidores que buscam construir posições em Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas, fazer compras pequenas e constantes, em vez de grandes, pode ser uma boa estratégia, principalmente em momentos como este.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias