Banco Central Europeu: “Bitcoin é um animal muito perigoso!”

Paneta, assim como outras autoridades do mundo, se recusa a chamar o Bitcoin de criptomoeda.

Siga no
Leão. Imagem: Shutter Stock
Leão. Imagem: Shutter Stock

O Bitcoin já foi chamado de várias coisas diferentes por autoridades do mundo todo, mas agora ele acaba de ganhar uma definição um tanto quanto estranha. O último comentário sobre a criptomoeda veio do gerente sênior do Banco Central Europeu, Fabio Panetta.

Em entrevista à Financial Times, o executivo afirmou que a principal criptomoeda do mundo é um “animal muito perigoso”.

O famoso economista italiano, após afirmar que o Bitcoin é mais usado por criminosos, também disse que a criptomoeda tem um consumo de energia muito alto.

“Ativos criptográficos como o Bitcoin são ‘animais muito perigosos’ que são ‘amplamente usados ​​para atividades criminosas’ e consomem ‘uma enorme quantidade de energia'”, disse ele.

Note que Paneta, assim como outras autoridades do mundo, se recusa a chamar o Bitcoin de criptomoeda, o motivo é que eles não querem endossar o ativo digital como uma moeda – por isso é comum ver autoridades se referindo ao Bitcoin como “ativo criptografado” ou “criptoativo”.

Moedas digitais de bancos centrais

Panetta enfatizou que, ao contrário do Bitcoin, as moedas digitais criadas por bancos centrais (CBDCs) terão um lugar importante na economia e vão rivalizar com as criptomoedas.

Ele também enfatizou que uma iniciativa como o euro digital pode realmente ser usada para evitar a “ameaça das criptomoedas.”

Expressando que os bancos centrais não estão satisfeitos com a recente intervenção de empresas privadas na política monetária, Panetta enfatizou que em breve as pessoas poderão entender a diferença e, assim, de acordo com ele, a confiança nos bancos centrais aumentará.

Embora se saiba que o Banco Central Europeu já começou a trabalhar em um euro digital, ele não divulgou nenhuma informação ou data clara sobre a data de lançamento do projeto.

Panetta afirma que um euro digital seria capaz de se defender das ameaças que outras criptomoedas representam para a soberania monetária da União Europeia.

Ele também parece estar certo de que os bancos centrais serão capazes de proteger a privacidade das pessoas de uma forma melhor em comparação com as empresas privadas, ao mesmo tempo que apelam a uma maior cooperação:

“Não temos interesse comercial em armazenar, gerenciar ou monetizar os dados dos usuários.”

A moeda digital do banco central da UE será capaz de separar a identidade das pessoas dos dados de pagamento. No entanto, a CBDC poderá oferecer anonimato apenas para pequenos pagamentos:

“Para valores muito pequenos, poderíamos permitir pagamentos realmente anônimos, mas em geral, confidencialidade e privacidade são diferentes de anonimato.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Pessoa guardando Bitcoin em carteira

Regulação fechando o cerco contra corretoras faz investidores sacarem US$ 2,5 bi em bitcoin...

Após a crescente pressão de regulamentação sobre corretoras do mercado de criptomoedas, investidores de Bitcoin seguem enviando seus saldos para carteiras seguras. A análise foi...
Homem observa atento ao site da Binance

Binance pode ter troca no comando?

A Binance pode até ver uma troca no comando da corretora em breve, para atender as regulamentações de países em que atua. O atual...
Coca-Cola lança tokens colecionáveis em blockchain

Coca-Cola vai lançar token colecionável no dia amizade

A Coca-Cola planeja o lançamento de um token colecionável na próxima sexta-feira (30), o primeiro da marca feito com a tecnologia blockchain. Os chamados tokens...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias