Bitcoin está na “fase mais sombria dos ursos”, diz Glassnode

Apesar de muitas métricas do macromercado apontarem para o Bitcoin estar em condições de sobre compra, o Bitcoin continua correlacionado aos mercados tradicionais, o que faz com o preço da criptomoeda continuar a "levar uma surra".

Investidor de Bitcoin guardando moedas.
Investidor de Bitcoin guardando moedas.

O Bitcoin novamente pegou muita gente de surpresa, enquanto alguns estavam esperando que a criptomoeda perdesse o suporte dos US$ 29 mil, a queda repentina para a casa dos US$ 22 mil sem dúvidas assustou muitos, o suficiente para alguns declararem a morte da moeda e até mesmo mudar o comportamento de alguns investidores.

De acordo com um um relatório do Glassnodes, chamado de “a mais sombria fase do Urso”, os indicadores fundamentais, importantes pilares para o preço do Bitcoin, estão se deteriorando junto com o valor da criptomoeda. Agora, até mesmo os fiéis hodlers de criptomoedas de longo prazo estão sofrendo perdas significativas.

O relatório aponta que a utilidade da “blockchain continua a definhar”, com as métricas do criptomercado entrando em um território de baixa que não tinha sido visitado anteriormente.

Os pesquisadores do Glassnodes apontam que os Camarões da Rede (investidores com menos de 1 BTC) e as Baleias (Mais de 10 mil BTC) ainda estão acumulando, mas mesmo assim o suporte continua “longe”. 

Apesar de muitas métricas do macromercado apontarem para o Bitcoin estar em condições de sobre compra, o Bitcoin continua correlacionado aos mercados tradicionais, o que faz com o preço da criptomoeda continuar a “levar uma surra”.

Esse seria considerado um bom momento para a acumulação de mais criptomoedas (comprar na baixa). Segundo a Glassnode, esses períodos favoráveis ​​​​para os hodlers duram de 8 a 24 meses até que o preço da criptomoeda atinja um verdadeiro “fundo”, mas ao que tudo indica, a confiança dos acumuladores não está tão grande.

Há uma diminuição na taxa de acumulação de Bitcoins entre os investidores de longo prazo. Entre os “caranguejos” e “tubarões” (de 1 BTC a 100 BTC), no contexto do colapso atual, há uma transição do comportamento neutro para um aumento de distribuição de suas moedas, ou seja, um aumento das vendas.

O que vem “segurando” a onda para o preço da criptomoeda é a acumulação das grandes carteiras, com baleias ainda sendo os principais compradores e acumuladores de BTC, em uma média mensal eles vêm aumentando suas reservas em 15.000-20.000 BTC. No início de maio, o ritmo de compra estava 64% superior ao atual, já aproveitando a recente queda do preço da criptmoeda.

Com isso, até mesmo os investidores que antes estavam no jogo pelo grande prazo parecem estar saindo de suas posições com o prejuízo do mercado afetando até mesmo eles. Mas ainda vale notar que as maiores carteiras da rede ainda estão aproveitando para pegar o que está sendo “solto no mar.”

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias