“Bitcoin não é dinheiro, é escambo”, diz presidente do BC do México

A adoção de El Salvador parece preocupar governos que podem perder o controle autoritário que exercem sobre a economia de seus países.

Siga no
Alejandro Diaz de Leon
Alejandro Diaz de Leon

Alguns países já estão tomando posições após a adoção do Bitcoin como moeda legal em El Salvador. Desta vez, Alejandro Diaz de Leon, presidente do Banco Central do México, se pronunciou em relação a adoção do Bitcoin no México.

“Quem recebe bitcoin em troca de um bem ou serviço, nós acreditamos que isso é mais semelhante a um escambo, pois essa pessoa está trocando um bem por um bem, e não dinheiro por um bem”

A visão de Alejandro, em nome do Banco Central mexicano, é de que o Bitcoin não é uma moeda, e sim um ativo, e a troca de um produto por outro, não é uma venda, é um escambo.

“Bitcoin está mais para metais preciosos do para uma moeda usada diariamente.”

A opinião de Alejandro pode ser interpretada como um elogio ao Bitcoin visto o papel que as moedas fiduciárias têm no mundo.

A história do dinheiro

A história do dinheiro começou com escambos, pessoas negociavam artefatos por carne, por exemplo. Mais tarde o mundo começou a fazer negociações com metais preciosos, como o ouro, depois os transformou em moedas de metal e por fim notas de papel com lastro nestes metais.

Até este ponto, a economia parecia bem. Após isso, o fim do “padrão ouro” fez surgir as moedas fiduciárias, palavra que significa “depender da confiança”, neste caso do governo, agora há de se ter uma confiança no governo que não só pode como imprime dinheiro a vontade.

A principal diferença é que em um escambo, você não pode imprimir uma vaca, já nas moedas fiduciárias, a impressora está sempre ligada, desvalorizando o seu dinheiro. Por fim, dizer que uma negociação de um bem ou serviço em troca de Bitcoin é um escambo, não é tão ruim assim.

“Em nosso tempo, o dinheiro evoluiu para ser uma moeda fiduciária emitida pelos bancos centrais”

Embora as falas do diretor do Banco Central do México tenham o propósito de argumentar a falta de interesse de aceitar o Bitcoin como moeda no país, sem querer as suas declarações acabam reforçando o valor do bitcoin não apenas como uma reserva de valor confiável, devido a sua oferta finita, mas também como uma moeda.

A adoção de El Salvador parece preocupar governos que podem perder o controle autoritário que exercem sobre a economia de seus países. O Bitcoin não apenas parece, como é, uma ótima alternativa de dinheiro que só depende de mais aceitação por comerciantes.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Sempre fui meio anarquista, quando descobri o Bitcoin me senti em casa ao participar das suas comunidades, desde então tenho tentado buscar e levar conhecimento.
Moeda Shiba Inu

Shiba Inu dispara com negociações na Coinbase sendo habilitadas

O preço da Shiba Inu disparou nesta sexta-feira (17), após a Coinbase abrir negociações da moeda rival da Dogecoin. Há alguns meses, as chamadas criptomoedas...
Elon Musk fundo azul

Elon Musk menciona que “Crypto” é sua palavra de segurança

Em uma nova referência a prática de BDSM, Elon Musk mencionou que "Crypto" é a sua palavra de segurança. Em dezembro, o CEO da...

FBI alerta para crescimento de golpes românticos envolvendo criptomoedas

O FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, emitiu um alerta para o crescimento dos golpes românticos envolvendo criptomoedas nos últimos meses. Com o crescimento...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias