Bitcoin não passa de uma pirâmide, diz autor do livro “O fim do mundo é apenas o começo”

Opiniões assim não são novidades para os investidores e parecem que não vão ser algo do passado tão cedo, voltando a ganhar força sempre nos momentos de queda.

Peter Zeihan, um conhecido analista e comentarista geopolítico dos EUA recentemente falou sobre o Bitcoin e o mercado de criptomoedas, entrando para o time dos críticos da indústria. O autor do best-seller “O fim do mundo é apenas o começo” disse, de forma bem direta, que o Bitcoin não passa de um grande esquema de pirâmide financeira.

Ao participar de um dos mais conhecidos podcasts da internet, o Joe Rogan Experiment, Zeihan fez críticas pesadas à maior criptomoeda do mundo, ecoando muitas críticas já clássicas sobre o ativo digital.

Zeihan argumentou que o Bitcoin é um jogo de soma zero, onde os investidores iniciais são recompensados às custas dos investidores tardios. Segundo ele, só está ganhando dinheiro no Bitcoin aqueles que investiram cedo e seguraram as suas criptomoedas, enquanto os que entraram depois estão ficando apenas com perdas.

Ele também falou que sempre viu o mercado de criptomoedas como um “desastre terrível” e que o Bitcoin não possui nenhum valor intrínseco. Para ele, a moeda não tem valor justamente por aquilo que os entusiastas afirmam ser a sua mais valiosa característica: seu limite.

“A coisa mais maluca sobre o Bitcoin é que ele nunca vai ter mais de um número X de unidades de Bitcoin. Por definição, isso quer dizer que ele não pode ser usado para transações.” , disse Zeihan.

Além da crítica já cansada, ele fez mais uma, afirmando que o preço do Bitcoin só aumenta devido à especulação, alimentada pelas pessoas que acreditam na valorização especulativa do ativo, formando assim uma pirâmide.

Comunidade responde

Os apoiadores do Bitcoin não concordaram com as críticas de Zeihan, com muitos defendendo o ativo e, principalmente, apontando as falhas nos argumentos do analista geopolítico.

“Três erros críticos na lógica de Peter Zeihan que eu vejo: Para ser válido o dinheiro precisa ser criado e controlado por uma autoridade central. Dinheiro escasso limita a produtividade e expansão econômica. Bitcoin e cripto são intercambiáveis.”

Muitos criticaram as noções de Zeihan em relação ao bitcoin, demonstrando até mesmo uma visão já repetitiva e crítica das quais os apoiadores vem se defendendo há 14 anos, muitos com argumentos convincentes.

Sendo assim, muitos classificaram a passagem de Zeihan pelo podcast como sendo um exemplo de “péssimo entendimento sobre o Bitcoin”, como apontado por Peter McCormack.

Opiniões assim não são novidades para os investidores e parecem que não vão ser algo do passado tão cedo, voltando a ganhar força sempre nos momentos de queda.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias