Bitcoin não vai durar muito, diz acadêmico

Complementando seu raciocínio, Prasad também notou que o Bitcoin não é utilizado como meio de troca, ou seja, como dinheiro, afirmando que stablecoins ou CBDCs poderão desempenhar este papel mais efetivamente.

Eswar Prasad, professor de política de comércio internacional da Universidade Cornell, afirmou que o legado do Bitcoin é a tecnologia blockchain, que será usada por outros projetos como moedas digitais de governos e por empresas privadas.

Já o Bitcoin, segundo ele, pode não durar muito tempo por não ser usado como meio de troca devido a sua volatilidade, falta de escalabilidade e também por conta de seu alto gasto de energia. A sua fala ocorreu em entrevista ao programa Squawk Box.

Apesar disso, vale lembrar que o foco do Bitcoin é a segurança dos fundos, sendo um ativo incensurável, com sua rede funcionando há 12 anos com poucas quedas e com transações imutáveis.

Blockchain é o legado do Bitcoin

Prasad acredita que o Bitcoin é uma tecnologia ultrapassada devido a sua falta de escalabilidade, ou seja, a rede aguenta poucas transações por segundo, ficando inviável usá-la em larga escala.

Por conta disso, o professor afirma que o Bitcoin pode não durar muito tempo e que o seu verdadeiro legado será o uso da tecnologia blockchain por outras moedas e serviços de pagamentos, como as moedas digitais de bancos centrais, stablecoins e outros serviços privados, como o PayPal e o WhatsApp, por exemplo.

“Existem novas tecnologias, desenvolvendo novas criptomoedas que estão usando a tecnologia blockchain de forma mais efetiva, então eu acredito que a promessa das finanças descentralizadas usando a tecnologia blockchain é real, mas o Bitcoin, por si só, pode não durar muito tempo”

Complementando seu raciocínio, Prasad também notou que o Bitcoin não é utilizado como meio de troca, ou seja, como dinheiro, afirmando que stablecoins ou CBDCs poderão desempenhar este papel mais efetivamente.

Só não tem bitcoin quem não o entendeu

Um dos principais apelos do Bitcoin é funcionar sem uma entidade central, fazendo com que seja impossível derrubá-lo, além disso o seu modelo monetário, com oferta máxima de 21.000.000 moedas também é outro grande atrativo para investidores.

No caso de CBDCs, por exemplo, elas continuarão com os mesmos problemas antigos, perdendo seu poder de compra ano após ano devido a má administração do governo.

Já as stablecoins, além de terem lastro em moedas estatais, também contam com um ponto central de falha, que pode ser derrubado ou então não cumprir com as suas obrigações. Por conta disso, é melhor estar exposto às oscilações de preço do BTC do que à corrução do governo.

Por fim, é válido lembrar que a lightning network, solução de segunda camada do Bitcoin está com grande crescimento, principalmente pela adoção do Bitcoin como moeda legal em El Salvador.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias