Nicehash devolve 60% dos Bitcoins
-
Bitconf

Em 2018 o mercado de criptomoedas sofreu refração, desacelerando a enorme valorização que vinha conquistando anteriormente. Apesar disso, um relatório do Grupo Satis aponta que até o próximo ano haverá aumento nas negociações com moedas digitais.

O crescimento de aproximadamente 50% será impulsionado pela entrada cada vez maior de investidores corporativos e institucionais no mercado. Com estas perspectivas as atenções estão voltadas especialmente para as criptomoedas mais conhecidas do mundo, os Bitcoins. Diante destas informações, o que podemos esperar para 2019?

A moeda digital já havia apresentado alta histórica neste ano. Apesar disso, enfrentou certa volatilidade, chegando a fevereiro à cotação máxima de 7 mil dólares. Atualmente seu valor ultrapassa U$ 9 mil e acredita-se em dois fatores que podem influenciar na disparada do preço. O primeiro é o crescimento nas atividades de mineração do Bitcoin. Este é um processo que envolve gasto considerável na energia de processamento dos computadores.

A razão é que eles precisam resolver cálculos complexos que validam processos da rede. Em função disso, os usuários que “emprestam” suas máquinas são recompensados com criptomoedas. A empresa de pesquisa Fundstrat aponta que esta atividade poderá exibir crescimento de 350% em 2019. Isso significa em termos práticos que o valor da moeda poderá chegar aos 64 mil dólares. Efeito direto do aumento na capacidade de processamento, ou Hash Power.

Atualmente estima-se que o hash suporte um montante de até 36 mil dólares. Valor que, segundo estimativas, dobrará no próximo ano. Se tomarmos como base registros atuais da moeda digital, isto representaria uma disparada de 600%. A presidente da IR Prime Capital, Svetlana Ivanova, também acredita na previsão otimista. Com legalização dos bancos centrais e base tecnológica para aumentar a segurança do sistema, há inclusive apostas mais altas. Especialistas, como Yuri Pripachkin, falam de preços superiores aos 100 mil.

Bitcoins: outros fatores de mercado que podemos esperar para 2019

Voltando ao relatório do Grupo Satis, devemos mencionar ainda um segundo fator que pode ser positivo para a moeda. As negociações seguem a tendência de se concentrarem em uma quantidade menor de plataformas de troca. Quando o volume de negociações converge para operadoras grandes e detentoras de melhor infraestrutura, as taxas de negociação centrais aumentam. A projeção das criptomoedas para o próximo ano demonstra que elas podem chegar a representar 10% do volume de ações norte-americano.

Em resumo das perspectivas, os investimentos estarão alocados em locais mais seguros e preparados. Haverá crescimento de participação corporativa e institucional no mercado, e o resultado previsto é aumento e estabilidade de preços. É claro que nem todos estão otimistas com este cenário. Os mais céticos apontam a possibilidade de colapso da moeda digital em função de bolhas especulativas. Se a estabilidade do mercado for rompida, o preço USD/ BTC cairá para 1 a 3 mil.

Outra hipótese mais palpável que pode atrapalhar a alta do Bitcoin são as proibições dos bancos centrais. É consenso que a relação com estas entidades será determinante para o sucesso, ou retração, da moeda digital no futuro. Até lá muitos fatores podem mudar os resultados desta complexa relação que a moeda digital mantém com as instituições oficiais.

No caso do Bitcoin, a concorrência de altcoins, representada por Etherium e Ripple por exemplo, também pode fazer diferença. Resta aguardar para conferir o destino da moeda digital no período que teremos pela frente.

---- Anúncios----

BitcoinTrade

A BitcoinTrade é a melhor solução para compra e venda de criptomoedas. Negocie Bitcoin, Ethereum e Litecoin com total segurança e liquidez. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: www.bitcointrade.com.br

--------

Huobi

A Huobi, exchange líder em ativos digitais, chegou ao Brasil! Crie sua conta em menos de 1 minuto. Plataforma em português, mais de 150 altcoins, taxa de apenas 0,20%, liquidez e segurança: www.hbg.com