Bitcoin perde R$ 110 bilhões em menos de uma hora com vendas em massa

Em mensagem publicada no Twitter, o analista Skew aponta que a queda foi causada por uma grande venda à vista na Binance, maior corretora do mercado. Portanto, a atual baixa de liquidez do Bitcoin (quando comparada a meses anteriores) pode ter contribuído para isso.

O Bitcoin sofreu uma queda repentina na noite desta quinta-feira (2), caindo de US$ 23.400 para US$ 22.000 em menos de uma hora. No total, a maior criptomoeda da indústria perdeu US$ 23 bilhões (R$ 110 bi) em valor de mercado.

Segundo analistas, a queda teria sido causada por uma grande venda à vista na Binance, causando uma cascata de chamadas de margem, ou seja, liquidando longs de vários outros traders.

Dados do Coinglass apontam que R$ 380 milhões foram liquidados de posições compradas enquanto o Bitcoin perdia US$ 1.000 em questão de minutos. Somadas outras criptomoedas, este número ultrapassa a marca de R$ 1 bilhão.

Liquidação de longs pela queda do Bitcoin foi uma das maiores dos últimos três meses. Fonte: Coinlgass.

Grande venda à vista foi o motivo da queda, diz analista

Em mensagem publicada no Twitter, o analista Skew aponta que a queda foi causada por uma grande venda à vista na Binance, maior corretora do mercado. Portanto, a atual baixa de liquidez do Bitcoin (quando comparada a meses anteriores) pode ter contribuído para isso.

“$BTC. Bem, não há um squeeze acentuado, mas a cascata de margem está nítida aqui”, apontou o analista. “O que levou a esse movimento foi uma grande venda à vista na Binance, diretamente em uma área de longs acumulados. Chamada de margem.”

Embora os motivos desta grande venda sejam desconhecidos, podemos citar alguns eventos que mexeram com o mercado nesta quinta-feira. Um deles seria a pressão regulatória do Reino Unido, que fez mais dois bancos (HSBC e NBS) limitarem compras de criptomoedas.

No entanto, tudo indica que os problemas com o Silvergate Bank tenham sido o motivo de maior preocupação do mercado de criptomoedas. Logo após as ações do banco caírem 45%, corretoras como Coinbase e Crypto.com suspenderam depósitos e saques com o Silvergate.

Por fim, a possível liberação de 142.000 bitcoins (R$ 16,7 bilhões) para os credores da falida corretora Mt. Gox também pode ter assustado investidores. Segundo informações, o montante voltará ao mercado já na próxima sexta-feira (10). Ou seja, estima-se que isso cause uma grande pressão vendedora.

Outras criptomoedas acompanharam queda do Bitcoin

Com o Bitcoin enfraquecido, outras criptomoedas seguiram o mesmo rumo. Investidores de Ethereum, já preocupados com as consequências da atualização Shanghai, viram sua moeda cair 6%.

Outras caíram entre 2% e 12%, incluindo gigantes como BNB (-4%), XRP (-6%) e ADA (-8%). Embora algumas já tiveram uma breve recuperação, todas continuam operando em baixa nesta sexta-feira (3).

Queda do Bitcoin na noite desta quinta-feira (2) afetou todo mercado de criptomoedas. Fonte: Coin360.

Por fim, com grande pressão regulatória e empresas ainda sendo afetadas pelo contágio do mercado, tudo indica que o mês de março será desafiador. Além disso, taxas de juros elevadas devem ser um desafio ainda mais longo para as criptomoedas.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias