Bitcoin sobe 20% em meio a clima de incertezas

Quando cai, aparece um tanto de "especialista" para falar mal, quando sobe, todo mundo fica caladinho

Siga no
Bitcoin em alta neste Quinta

O que diversos analistas e investidores mais otimistas do mercado estavam prevendo começou a acontecer nesta quinta-feira (19). O Bitcoin chegou a alcançar 20% de alta, e assim conseguiu voltar para a casa dos 6 mil dólares.

Este panorama traz um grande alívio para muitas pessoas, visto que nas últimas duas semanas o ativo digital registrou uma sequência de quedas significativa, fazendo com que retornasse ao seu menor nível desde 2013.

Com os resultados de hoje, houve um recorde de alta dos últimos seis dias, quando teve uma alta de 11% no dia 13 de março.

Naquela ocasião, porém, a criptomoeda recuou rapidamente de 5.800 dólares para 4 mil dólares.

O fato pegou muitos analistas de surpresa, que não estavam esperando uma reversão tão acentuada. Agora diante das atuais circunstâncias, os especialistas estão projetando um cenário ameno para a criptomoeda a curto prazo.

De acordo com Willy Woo, as projeções gráficas para os próximos dias são promissoras. Porém, ele acredita em um intervalo de acumulação antes de uma nova alta de criptomoeda.

O perfil de análise filbfilb compartilha de uma opinião parecida. De acordo com suas observações, a tendência para o Bitcoin a curto prazo é ficar entre os 4 mil e 6 mil dólares. Entre as visões mais negativas está a de Tone Vays, que chegou a prever o BTC a 2 mil dólares neste ano.

Expectativa para o que pode acontecer

Em meio a este clima de incerteza com relação ao Bitcoin, os mercados tradicionais continuam tendo grandes perdas em todo o mundo.

Diversos países estão assinando pacotes de estímulo milionários para tentar salvar suas economias, o que traz ainda mais instabilidade para o cenário econômico global. Somado a este fato ainda há o halving em vista, previsto para o mês de maio.

Os mineiradores que estarão participando do evento de corte de recompensa do Bitcoin não devem ter uma boa lucratividade. A tendência é de que os grupos menores sofram mais, mas as consequências sejam sentidas por todos.

Além disso, há uma questão que deve afetar o equilíbrio destes trabalhadores durante o halving. Isso porque se entrar mais mineradores, será mais difícil manter o nível de exploração, e se saírem mais mineradores, a tendência é de que o processo possa ser feito de forma mais fácil e sem congestionamento.

Seja como for, ainda é cedo para prever o que pode acontecer até maio. O mais importante é que no momento atual o quadro parece promissor para a Criptomoeda.

Basta acompanhar seus próximos passos para descobrir se esta tendência tende a continuar. Assim sendo, as opiniões dos especialistas desempenham um papel fundamental neste momento.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Condomínio Arte, em Miami, aceita Bitcoin como meio de pagamento

Condomínio de luxo em Miami passa a aceitar Bitcoin

Já pensou alugar um condomínio de luxo em Miami que aceita até Bitcoin como meio de pagamento? Muitas pessoas estão dispostas a morar no...
Tom Brady

Tom Brady adere ao Bitcoin e coloca foto com olhos a laser

A comunidade Bitcoin está alvoraçada com mais um fã da criptomoeda - Tom Brady (43). Ele, que é um famoso esportista, também é marido...
Bitcoin Brasil

Criptomercado está crescendo no Brasil, mas falta regulação

O mercado de criptomoedas está crescendo no Brasil e, em sua grande parte, impulsionado por traders que veem novas oportunidades de surfar nas ondas...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias