Faltam 471 dias para que a recompensa por blocos minerados do Bitcoin caia pela metade. A contagem regressiva já começou e esse marco na evolução da moeda digital mais popular do mundo também a tornará muito menos inflacionária do que a maioria das metas do banco central.

A quantidade total de Bitcoin foi limitada em 21 milhões de moedas. A cada 10 minutos uma pequena quantidade de bitcoins é liberada para os computadores que processam as transações da rede (os mineradores), e essa quantidade é diminuída a cada 4 anos.

Atualmente existem 17,5 milhões de Bitcoins em circulação, ou seja, mais de 83% já foram extraídos. Pelo projeto de Satoshi Nakamoto, criador do bitcoin, a recompensa por bloco se divide a cada 210.000 blocos. A recompensa atual é de 12,5 BTC, mas cairá para 6,25 BTC em maio do próximo ano.

A próxima data em que a recompensa por mineração vai diminuir – evento conhecido como halvening – é 24 de maio do próximo ano (2020) de acordo com o site Bitcoin Block Half.

O que exatamente isso significa para o valor do Bitcoin?

Atualmente 1.800 Bitcoins são produzidos todos os dias, há uma taxa de inflação anual de 3,82%. Uma vez que a divisão ocorra, serão 900 Bitcoins produzidos por dia com uma taxa de inflação anual de 1,8%.

O banco central dos EUA – Federal Reserve – definiu sua meta inflacionária em 2%, o que significa que, quando a recompensa do Bitcoin cair pela metade, estará abaixo dessa meta e menos inflacionária do que a economia dos EUA, ou as metas de seu banco central.

No Brasil, o Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou a meta de inflação de 2019 em 4,25% e a de 2020 em 4%. Ou seja, a do bitcoin será menos da metade.

Com uma oferta decrescente e finita, o Bitcoin pode em breve se tornar uma enorme reserva de valor, uma vez que uma taxa inflacionária mais baixa pode reduzir o incentivo para as pessoas gastarem. Há muitos gráficos sobre a da taxa de inflação épica do dólar dos EUA nos últimos cem anos ou mais, com os quais o Bitcoin foi comparado.

Vários sites já foram configurados para calcular o poder de gasto do dólar, ou quanto ele caiu ao longo dos anos. De acordo com o índice de preços ao consumidor do Bureau of Labor Statistics, os preços em 2019 são mais de 2.900% superiores aos preços de 1860, com o valor do dólar diminuindo.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----
Poder de compra do dolár americano

A política monetária deflacionária do Bitcoin o levou a ser rotulado como ‘reserva de valor’ em uma categoria similar ao ouro. O ouro também é um commodity com inflação muito baixa, e é por isso que se tornou um ativo de reserva global com um valor de mercado de US $ 7 trilhões.

Um número de investidores e analistas já previu uma corrida de touros antes do evento, e recomendam a acumulação de bitcoin, seja minerando ou comprando antes da diminuição de recompensa de bitcoin por bloco.

Olhando para o evento anterior, quando a recompensa foi reduzida a metade, em 2016, o bitcoin teve um período de alta, chegando a valer US $ 1.000 pela primeira vez.

O mesmo pode acontecer no próximo evento em 2020, a maioria das previsões de preço concordam com uma reversão de tendência no final de 2019, então talvez seja um bom momento para acumular bitcoin agora que está na baixa.

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis! 

Quer saber mais sobre Bitcoin, criptomoedas e Blockchain? Nós podemos te ajudar, siga no: Google News, Facebook, Twitter, Feedly, Flipboard, Telegram, Whatsapp, Instagram, ou receba por e-mail.