Corretora de criptomoedas congela saques e pede falência

Corretora diz que pedido de falência tem relação com a saída de sua plataforma nos EUA e que fundos de clientes estão seguros.

Acusada nos Estados Unidos e processada pela SEC, a corretora Bittrex sediada no país norte-americano entrou com pedido de falência na última segunda-feira (8). O caso chama atenção dos investidores da exchange, que se preocupam com problemas na plataforma global.

No entanto, aparentemente o problema está concentrado na plataforma que opera nos EUA, ou seja, não há indícios de que a Bittrex Global, uma empresa separada, também tenha problemas.

De qualquer forma, o caso mostra que as corretoras seguem com problemas, tanto com reguladores, quanto com manter suas estruturas ligadas na baixa do mercado.

Corretora Bittrex pede falência nos EUA e diz que se preocupa com investidores

De acordo com dados do CoinMarketCap, a Bittrex Global ocupa a posição 54ª em volume no mercado de criptomoedas. No passado, a corretora já foi uma das maiores e mais famosas entre traders.

Nos Estados Unidos a situação se tornou insustentável para a empresa, que anunciou sua saída do país. O fechamento da plataforma da Bittrex US, segundo um comunicado de março de 2023, não afeta a Bittrex Global.

Em nota na última segunda, a Bittrex Global voltou a declarar que sua principal plataforma segue intacta e que os fundos dos clientes estão seguros.

“A decisão da Bittrex US de fazer um arquivamento do Capítulo 11 é o último passo em seu processo de cessação de operações nos EUA. Conforme anunciado anteriormente e reconfirmado na declaração da Bittrex US na segunda-feira, este processo não afeta a Bittrex Global, e nossos clientes podem ter certeza de que seus fundos estão seguros e nossos serviços continuarão como de costume.”

Quem não sacou criptomoedas até o dia 30 de abril de 2023, deve aguardar determinações do Tribunal de Falências

O que chama atenção para o novo comunicado da Bittrex é o fato de que clientes que não sacaram suas criptomoedas até o dia 30 de abril, agora não podem mais.

Isso porque, com o pedido de falência, o Tribunal determinará como a corretora seguirá operando. Ou seja, clientes que ainda têm fundos na Bittrex US terão de aguardar determinações judiciais.

Seguindo, a Bittrex informou que tenta desbloquear a conta dos clientes, mas isso significa que os fundos estão presos na plataforma por enquanto.

“Para os clientes que não retiraram seus fundos da plataforma antes do final de abril, seus fundos permanecem seguros e protegidos, e nossa principal prioridade é garantir que nossos clientes sejam íntegros. Embora o Tribunal de Falências decida, em última análise, o método pelo qual esses fundos podem ser reivindicados e distribuídos aos nossos clientes, pretendemos solicitar ao tribunal que ative essas contas o mais rápido possível para que os clientes que atendem aos requisitos regulamentares necessários possam sacar eles.”

“Queremos continuar oferecendo uma corretora segura”

Quando a SEC processou a Bittrex, a corretora lamentou se tornar um dos alvos dos reguladores, indicando que vinha seguindo todas as orientações recomendadas.

Contudo, o clima entre reguladores e corretoras de criptomoedas tem se deteriorado desde o fim da FTX, em novembro de 2021. Além disso, cresce a pressão do Governo de Joe Biden para regular o mercado de criptomoedas, o que passa primeiramente pela regulação das corretoras.

A Bittrex Global finalizou seu comunicado indicando que seguirá operando no mundo, buscando ter uma corretora segura e compatível com o mercado.

Por conta da pressão exercida pelos EUA, várias plataformas de criptomoedas sofreram nos últimos meses uma certa perseguição. A Binance, por exemplo, teve sua stablecoin emitida pela Paxos suspensa, e a BUSD rapidamente se tornou uma moeda ruim para traders.

Já a Coinbase considera tomar medidas similares a Bittrex, que envolve a saída da plataforma dos Estados Unidos.

Com o endurecimento das medidas contra o mercado cripto, a principal potência sinaliza medidas autoritárias contra empresas de tecnologia financeira, similares a tomadas pela China nos últimos anos.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias