Corretora de criptomoedas diz que se for bloquear contas, começará pelos EUA

Em relação ao conflito entre a Rússia e Ucrânia, o Vice Primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, pediu para que exchanges não apenas congelassem contas de políticos russos em exchanges de criptomoedas como também sabotassem usuários comuns.

Símbolo de dinheiro congelado.
Símbolo de dinheiro congelado.

Após pedido para congelar contas de usuários russos, Jesse Powell, co-fundador e CEO da exchange Kraken, afirmou que se for para congelar contas de algum país que ataca e promove violência injustamente, começará pelos EUA.

Desta forma, Powell critica duramente a postura americana ao longo das últimas décadas conforme o país esteve envolvido em diversos conflitos armados, bem distantes de suas terras.

Indo além, o CEO da Kraken afirma acreditar que a maior parte dos usuários da corretora são contra a guerra e que sua única luta é a favor de valores libertários. Seguindo, afirma que as criptomoedas são uma estratégia de escape para a humanidade se livrar dos Estados que promovem guerras.

Se for para congelar contas, começaremos pelos EUA

Em relação ao conflito entre a Rússia e Ucrânia, o Vice Primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, pediu para que exchanges não apenas congelassem contas de políticos russos em exchanges de criptomoedas como também sabotassem usuários comuns.

Com isso, Jesse Powell, CEO da Kraken, respondeu que se fosse para congelar contas de residentes de algum país que promove guerras, começaria por cidadãos americanos.

Afinal, segundo informações da Wikipedia, os EUA já se envolveram em seis conflitos armados desde o início do século XXI: Afeganistão, Iraque, Paquistão, Iémen e Líbia foram e são alguns países que receberam a visita do exército americano.

“Além disso, se fôssemos congelar voluntariamente contas financeiras de residentes de países que atacam e provocam violência injustamente em todo o mundo, o primeiro passo seria congelar todas as contas dos EUA. Na prática, essa não é realmente uma opção de negócio viável para nós.”

Com seus comentários sobre o pedido divididos em 6 partes, Powell também aponta que, apesar do respeito ao povo ucraniano, a Kraken não pode congelar contas de russos sem um pedido jurídico, vindo de seu próprio governo, para realizar tal ação.

Seguindo, Powell também diz acreditar que a maioria dos usuários de sua plataforma são contra a guerra, incluindo russos. Destacando, por fim, que a missão da Kraken é permitir que pessoas se desliguem das moedas estatais, criando um mundo onde fronteiras geográficas não existem.

CEO da exchange Kraken promovendo a liberdade

Recentemente, Jesse Powell deu outra declaração que não agradou às autoridades, desta vez as canadenses. Em briga contra protestantes, o governo do Canadá começou a congelar contas bancárias dos mesmos.

Com isso, Powell recomendou para que todos os canadenses sacassem suas criptomoedas da corretora. Afinal, uma ordem judicial poderia forçá-lo a confiscar tais fundos, embora ele seja contra.

Por fim, neste domingo (27), Powell lembrou que o mais difícil, ao ter poder, é saber quando não usá-lo. Reafirmando que o papel da Kraken é atender necessidades individuais e que as criptomoedas são uma arma para a paz, não para a guerra.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias