Brasil bate novo recorde de importação de criptomoedas, diz balança comercial

O tratamento de criptoativos como bem (ativo não financeiro e produzido) é uma recomendação estatística do FMI.

Dados divulgados pelo Banco Central do Brasil na segunda-feira (25) mostram que o mês de agosto de 2023 foi de recorde de importação de criptomoedas no país.

Em consulta aos dados pelo Livecoins, ficou claro que os brasileiros importaram o equivalente a US$ 1,32 bilhão no período, o maior valor histórico apurado para apenas um mês.

Para efeitos de comparação, em agosto de 2022, os brasileiros importaram 715 milhões de dólares, informou a balança comercial.

Já na exportação do mês de agosto, apenas 184 milhões dólares em criptomoedas saíram do Brasil. Em 2022, no mesmo mês, apenas 29 milhões de dólares em criptomoedas escoaram do país para o exterior.

Volume de criptomoedas importadas em 2023

Os dados divulgados pela Balança Comercial do Banco Central do Brasil referentes a setembro de 2023 indicam um cenário positivo para o país.

Na comparação interanual, o superávit comercial aumentou US$ 5,1 bilhões e recuaram os déficits em serviços, em US$ 869 milhões e a renda primária, em US$ 504 milhões.

O déficit em transações correntes nos doze meses encerrados em agosto de 2023 somou US$ 45,3 bilhões (2,21% do PIB), ante US$ 51,6 bilhões (2,54% do PIB) no mês anterior e US$ 53,6 bilhões (2,94% do PIB) em agosto de 2022.

E como desde 2016 os dados de importação de criptomoedas no Brasil estão disponíveis, os novos dados indicam quanto o país já importou em 2023.

Com o recorde de agosto de 2023 na balança de importação de criptomoedas no Brasil, de janeiro até o mês 8 do calendário já registra a entrada de US$ 7,422 bilhões no país. Em 2022, no mesmo período, havia entrado 5,147 bilhões de dólares, ou seja, um número menor de importação no ano anterior.

Ao que tudo indica, o ano de 2023 caminha para um ano de grande movimentação histórica, registrando grandes entradas de criptomoedas no Brasil.

Balança comercial de bens mostra recorde na importação de criptomoedas no Brasil em agosto de 2023
Balança comercial de bens mostra recorde na importação de criptomoedas no Brasil em agosto de 2023. Reprodução: Tabela do Banco Central do Brasil.

De acordo com a recomendação do FMI, criptomoedas são contabilizadas na conta de balança comercial de bens, o que significa que as transações envolvendo a transferência de propriedade entre residentes e não residentes são levadas em consideração ao calcular o saldo comercial.

Cresce importação no Brasil, enquanto país cai em ranking mundial de adoção

O que chama atenção para os novos dados é a contraposição dos dados oficiais do governo do Brasil com um recente ranking de uma empresa que acompanha o mercado.

Isso porque, embora os dados da balança comercial indiquem uma maior movimentação em 2023 em relação a 2022, o Brasil perdeu posições no ranking de adoção de criptomoedas da Chainalysis.

De qualquer forma, o grande volume apurado pelo Brasil é um dado oficial considerado nas estatísticas do setor externo, e impacta na formulação de políticas brasileiras na economia.

Veja aqui o quanto o Brasil havia importado de criptomoedas até maio de 2023.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias