Cantora gospel acusada de pirâmide financeira diz trabalhar com NFTs

Casal atrasa saques há alguns meses após promessas de rendimentos alta no mercado.

Cantora gospel Izabela Cristy e seu marido
Cantora gospel Izabela Cristy e seu marido. Divulgação: Instagram.

Uma cantora gospel no Brasil tem sido acusada de criar uma pirâmide financeira com bolsa de valores, ainda que o seu marido tenha informado que eles atuam é com o mercado de NFTs.

O mercado de tokens não fungíveis chamou muita atenção nos últimos meses e movimentou bilhões de dólares diariamente. Isso porque, com novas coleções digitais surgindo, com itens registrados em blockchain, suas negociações explodiram com o interesse por novas formas de se ter acesso a um ativo exclusivo.

Como todos os mercados em alta, esse acabou sendo associado a vários golpes contra investidores. Um dos golpes comuns foram coleções falsas sendo lançadas para que investidores comprassem na esperança de receber um item NFT.

Nos últimos dias, por exemplo, o “Real Tarzann”, um influencer com milhões de seguidores em suas redes sociais, foi associado a uma coleção NFT que viu sua equipe sumir após captar dinheiro de investidores.

Desse modo, é importante que investidores prestem atenção no modo como as propostas são apresentadas, principalmente se há rendimentos fixos envolvidos, um sinal de alerta clássico.

Cantora gospel e marido dizem trabalhar com NFTs e não são pirâmide financeira

A cantora gospel Izabela Cristy reúne cerca de 140 mil seguidores em seu Instagram, onde costuma mostrar sua vida de luxo em Dubai. Ele é conhecida entre frequentadores da Igreja do Evangelho Quadrangular.

Ao lado de seu marido, David Barros, foi fundada a empresa I&D Investimentos em Belo Horizonte, que começou a captar clientes para o negócio. O nome fantasia da empresa era apena Id Pay, registrada em dezembro de 2021, ainda que a cantora divulgue o negócio como Pay Bank Oficial, um suposto banco digital.

Cantora divulga negócio da Pay Bank em seu Instagram
Cantora divulga negócio da Pay Bank em seu Instagram.

Ao chegar no negócio, os clientes eram surpreendidos com rendimentos acima do mercado em seus investimentos. Além disso, eram incentivados a convidar mais pessoas para participar da empresa, situação que pode indicar a criação de uma pirâmide financeira.

Quando os problemas começaram, a cantora que também diz ser trader disse que funcionários da sua empresa que criaram confusão, quando supostamente adiantaram pagamentos a investidores e para outras pessoas de maneira fraudulenta.

Já seu marido da cantora gospel informa, segundo reportagem da FolhaPress, não atuar com operações na bolsa de valores, indicando que opera NFTs. Segundo ele, ao apresentar que era operador da bolsa ele apenas fazia isso para não despertar o interesse da concorrência.

Polícia Civil de Minas Gerais já apura o caso

Em contato com a Polícia Civil de Minas Gerais, o delegado Flávio Rabello indicou que o casal é suspeito do crime de estelionato e um inquérito apura o caso.

Segundo ele, algumas vítimas já foram ouvidas, mas o casal não foi até a delegacia prestar esclarecimentos. Em sua defesa, o casal alegou que não recebeu intimação para ir realizar um depoimento.

Em consulta ao site Reclame Aqui, é possível observar o relato de alguns clientes informando que os contratos eram de retorno de 100% em apenas 40 dias, mas que não recebem os valores prometidos pelo casal e sua empresa.

Após a repercussão do caso, tanto a cantora quanto seu marido colocaram seus perfis do Instagram em modo privado e informaram haver uma auditoria interna na empresa para apurar as supostas fraudes de funcionários.

O Livecoins procurou o advogado do casal para esclarecimentos, mas não obteve resposta até o fechamento dessa matéria.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias