Empresa russa cria “cápsula do tempo” para quem quiser deixar bitcoin para herdeiros

Quem pretende deixar algum Bitcoin para descendentes de futuras gerações encontrou opção.

Siga no
Cápsula com Bitcoin dentro
Cápsula com Bitcoin dentro

Uma empresa russa está criando um serviço de “cápsulas do tempo” que permitirá que os clientes armazenem e transfiram certas informações para pessoas específicas. A cápsula poderá ser utilizada para armazenamento de dados  sensíveis, como senhas de carteiras de Bitcoin, por exemplo.

Cápsulas do tempo são recipientes preparados para armazenar informações de forma que as preserve para gerações futuras.

Quando encontradas, prometem explicar aos futuros habitantes do planeta o que aconteceu antes, por uma ótica diferente dos livros de história. Mas esse futuro pode ser também enriquecedor, de acordo com a empresa que está desenvolvendo o serviço.

Na Rússia, cápsula do tempo armazenará até Bitcoin para futuras gerações

A novidade “Time Capsule” está sendo criada por uma equipe de tecnologia que pretende arrecadar 3 milhões de rublos para financiar o projeto, cerca de R$ 210 mil. A informação foi compartilhada pela Rádio Sputinik, mídia local russa.

O novo recurso promete guardar informações digitais dos seus clientes, como senhas de redes sociais, senhas para carteiras de bitcoin, imagens, textos, vídeos e outros dados semelhantes, por exemplo.

Os responsáveis pela pesquisa são do Moscow Engineering Physics Institute (MEPhI), MGIMO e Universidade Estatal de Moscovo.

A intenção da empresa é armazenar os dados digitais com uma proteção extra de criptografia em vários servidores. Para acessar os conteúdos, apenas pessoas definidas pelo criador da cápsula terão acesso.

Quem optar por armazenar informações na capsula deverá aguardar seis meses, pelo menos, para conseguir acessar os dados novamente.

Um especialista russo em tecnologia conversou com a rádio Sputinik e disse que acha a novidade muito importante, visto que as futuras gerações terão interesse em conhecer o passado de sua família, podendo até acessar uma parte da fortuna de seus ascendentes.

Fim da mineração é em 2.140, mas ainda há riscos de contraparte na novidade

Não foram divulgados muitos detalhes ainda sobre o projeto, principalmente no quesito jurídico da inovação. Além disso, há o risco de se confiar informações pessoais em uma iniciativa nova e ligada a órgãos públicos, que estão sujeitos a regulamentações constantes, podendo afetar o decorrer do experimento.

Na parte tecnológica, a cápsula do tempo que pretende armazenar o Bitcoin promete ser segura, com a distribuição de informações em servidores e com uso de criptografias.

De qualquer forma, a iniciativa poderá inspirar que outras mais surjam pelo mundo, com a possibilidade de deixar um neto, ou tataraneto, rico com Bitcoin, em uma eventual alta no mercado financeiro futuro.

Vale notar que o Bitcoin é uma moeda com a inflação controlada e o fim da mineração está programada para meados de 2.140, ou seja, no futuro, ter acesso a uma moeda será provavelmente bem mais complicado que hoje.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Presidente da SEC diz que criptomoedas só valem algo porque alguém vai querer comprar...

O Presidente da SEC, Gary Gensler, novamente voltou a falar sobre o criptomercado e sobre as moedas digitais. Desta vez Gensler demonstrou estar bem menos...
Binance sob pressão Brasil

Binance anuncia fim de negociações de derivativos na Austrália

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mercado global e com certeza um importante pilar para todo o setor. No entanto, com...
Símbolo da Uniswap em mapa mundial

Empresa pede registro de marca da Uniswap no Brasil

Uma empresa pediu o registro da marca Uniswap no Brasil, nome da principal corretora descentralizada do mundo. O pedido foi feito com base em uma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias