Casa Branca diz que sanções contra mixers de bitcoin deram resultados

Tesouro dos Estados Unidos sancionou vários softwares por meio de sua lista da OFAC.

Um relatório da Casa Branca nesta terça-feira (11) diz que as sanções contra mixers de bitcoin e criptomoedas foram um sucesso para ajudar a mitigar crimes cibernéticos que vinham atacando empresas e órgãos públicos dos Estados Unidos.

Desde que assumiu a presidência em 2021, Joe Biden declarou uma guerra contra os ransomwares, levando o assunto até a reunião do G7.

O ápice dos problemas foi um ataque contra um oleoduto, que deixou desabastecida a população que dependia do serviço, causando colapso na economia local.

Para o governo dos EUA, hackers da Coreia do Norte e Rússia são responsáveis pelos ataques, embora ambos os países neguem envolvimento com a guerra cibernética.

Casa Branca comemora sanções contra mixers de bitcoin e criptomoedas

Ao ver a ameaça iminente dos malwares que sequestram dados, os EUA anunciaram a criação do International Counter-Ransomware Initiative (CRI), para mitigar os ataques realizados contra instituições do país.

Em um comunicado nesta terça, a sede do governo norte-americano declarou que esses parceiros internacionais se reúnem no dia 31 de outubro próximo para aperfeiçoar ainda mais as práticas contra os grupos criminosos.

Ao comentar sobre as ações tomadas até aqui, a Casa Branca lembrou que colocou vários mixers de criptomoedas e bitcoin em sua lista de sanções da OFAC, que pode ter ajudado a diminuir a ação criminosa.

“Esse grupo aumentou a resiliência coletiva, engajou o setor privado e interrompeu os atores criminosos e sua infraestrutura. Os Estados Unidos tornaram mais difícil para os criminosos movimentarem dinheiro ilícito, sancionando uma série de mixers de criptomoedas usados ​​regularmente por agentes de ransomware para coletar e “limpar” seus ganhos ilícitos.”

Além das sanções contra mixers, o comunicado lembra que vários criminosos pegos na prática de ransomwares foram extraditados para os EUA nos últimos anos, esforço que mostrou união internacional sobre a causa.

No anúncio, a administração de Joe Biden disse que está totalmente comprometida com a defesa cibernética do país e não tolerará incursões estrangeiras mais.

Ataques de ransomwares são altamente perigosos

Não só os Estados Unidos sofrem com a ameaça dos ransomwares pelo mundo, mas também empresas brasileiras e agências nacionais estão na mira.

Em 2021, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi alvo de um ataque e ficou vários dias sem seus principais sistemas, operando com dificuldades.

Nos últimos dias, foi a vez das emissoras SBT, Record e TV Cultura serem alvos de um ransomware, interrompendo as programações normais que seriam transmitidas.

Em casos assim, é comum que o pagamento do resgate seja feito em criptomoedas e, para ocultar os ganhos, hackers utilizam mixers para interromper o rastreio de suas moedas e evitarem serem pegos.

Um dos mixers sancionados nos últimos meses foi o Tornado Cash, um dos maiores da comunidade Ethereum.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias