Cliente da Atlas Quantum pode perder R$ 160 mil com decisão judicial

Cliente ganhou na justiça o direito de reaver seu saldo preso na empresa, contudo, quem saiu ganhando foi a Atlas.

Siga no
Atlas Quantum
Atlas Quantum

Um cliente da empresa Atlas Quantum, que prometia rendimentos com Bitcoin no Brasil, pode perder R$ 160 mil com uma decisão judicial favorável a ele. Isso porque, desde outubro de 2020, quando a justiça ordenou o pagamento, o preço do Bitcoin passou por uma tremenda valorização. O saldo do cliente, que antes era equivalente a R$ 103 mil, hoje seria de R$ 267 mil.

Em teoria, a Atlas pode pagar o cliente em reais e ficar com os lucros que o Bitcoin teve desde a decisão da justiça.

Tudo começou com um cliente que investiu na empresa suas moedas digitais, mas não conseguiu realizar o saque. A Atlas, com sede em São Paulo, prometia saques em até 24 horas após a solicitação.

Contudo, desde que a CVM emitiu um stop order contra o negócio, os clientes não conseguiram mais sacar valores na plataforma. Na justiça brasileira, vários processos de clientes da empresa pedem seus valores presos.

Em um processo recente, um cliente ganhou o direito de sacar seu saldo na justiça.

Após decisão judicial favorável, cliente da Atlas Quantum pode perder até R$ 160 mil

Uma decisão judicial contra a Atlas Quantum se mostrou um tanto quanto ruim, apesar da vitória do cliente.

Publicada no Diário da Justiça desta quarta-feira (20), a decisão de um processo (n.º 1101923-48.2020.8.26.0100) que corre no TJSP deixou em aberto um possível prejuízo significativo para um cliente da Atlas.

No pedido de saque, feito pelo cliente em outubro de 2020, a empresa não teria honrado com o prazo de um dia após a solicitação. O cliente teria dentro da plataforma 1,44 BTC, que em outubro de 2020 eram avaliados em R$ 103 mil.

“À época do pedido de saque negado, 21 de outubro de 2020, 1,44775406 bitcoin, valia 103.650,91”, cita o despacho do processo

Como a fintech não processou o saque, o cliente recorreu na justiça para reaver seu patrimônio digital. Ao solicitar o saque com urgência, o juiz que cuidou do processo deferiu o pedido do cliente da Atlas Quantum.

“Por tais razões, defiro a tutela de urgência para determinar que a parte requerida providencie o resgate solicitado, com o depósito da quantia de R$ 103.650,91, no prazo de cinco dias, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 limitada a R$ 100.000,00, servindo a presente como ofício a ser encaminhado pela própria parte, sem prejuízo de eventual bloqueio via BACENJUD, em caso de descumprimento, pedido a ser reiterado pelo autor oportunamente.”, deferiu o juiz

Atlas pode pagar em Real o que deve ao cliente

Como correu na justiça na vara de defesa do consumidor, como uma prática abusiva, o juiz deferiu o pedido apontando que a Atlas vem deixando seus clientes desamparados, podendo até estar insolvente.

“O perigo de dano decorre da possibilidade de que a parte ré se aproprie indevidamente do montante perseguido e de forma definitiva, considerando ser fato notório que vem deixando desamparados os seus clientes, a revelar a insolvência”, citou juiz que analisou caso

Como a decisão judicial poderá ser paga em Real ou Bitcoin, o cliente da Atlas Quantum pode perder até R$ 160 mil caso a empresa opte pelo pagamento na moeda brasileira.

Isso porque, desde outubro de 2020, o preço do Bitcoin passou por uma tremenda valorização. O saldo do cliente, que antes era equivalente a R$ 103 mil, hoje seria de R$ 267 mil, considerando o preço do Bitcoin hoje.

Ou seja, a Atlas Quantum opte por ressarcir o cliente os R$ 103 mil, em sua conta bancária, o cliente receberá o equivalente a 0,55 Bitcoins. A decisão judicial foi proferida em caráter de urgência, mas a Atlas ainda poderá recorrer da decisão, no prazo de 15 dias, por carta.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Tether

Hacker ameaça vazar dados que “podem prejudicar toda indústria de criptomoedas”

A Tether disse que está sendo extorquida e que o criminoso exigiu 500 bitcoins para não vazar documentos que podem "prejudicar todo o ecossistema...
vice-presidente da Nigéria, Yemi Osinbajo, em seu discurso no CBN Bankers 'Committee Economic Summit. Imagem: Youtube

Não mate a galinha dos ovos de ouro, diz vice-presidente da Nigéria sobre Bitcoin

No início de fevereiro, o Banco Central da Nigéria (CBN) proibiu os bancos de fornecer serviços para pessoas e empresas que negociavam criptomoedas, a...
Escritório Coinbase. Imagem: Coinbase

Coinbase diz que Satoshi Nakamoto é um risco para seus negócios

A Coinbase deve se tornar oficialmente uma empresa de capital aberto nos próximos dias, ela será listada no índice da Nasdaq Global Select Market....

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Não mate a galinha dos ovos de ouro, diz vice-presidente da Nigéria sobre Bitcoin

No início de fevereiro, o Banco Central da Nigéria (CBN) proibiu os bancos de fornecer serviços para pessoas e empresas que negociavam criptomoedas, a...

Coinbase diz que Satoshi Nakamoto é um risco para seus negócios

A Coinbase deve se tornar oficialmente uma empresa de capital aberto nos próximos dias, ela será listada no índice da Nasdaq Global Select Market....

Coinbase deve lançar token parecido com Binance Coin

A maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, Coinbase, vai se tornar uma empresa de capital aberto em breve, assim, a empresa registrou um...

Bitcoin cai abaixo de $ 45 mil, o que dizem os analistas?

Depois de um sábado relativamente positivo, o Bitcoin desabou novamente, caindo abaixo de 45 mil dólares, o menor valor desde 10 de fevereiro. A...

O Título do Tesouro EUA derrubou o Bitcoin?

Títulos do Tesouro norte-americano, ou Treasuries, são negociados diariamente em bolsas de valores. Com 21 trilhões de valor em circulação, giram mais de 11...