CoinMarketcap cria página de preço de Satoshi, menor unidade do Bitcoin

Cada Bitcoin tem 100 milhões de satoshis.

Siga no
Satoshi no Coinmarketcap
Satoshi no Coinmarketcap

O CoinMarketCap, maior índice de preços de criptomoedas do mundo, listou neste sábado (8) uma página especifica para a menor fração de Bitcoin, o famoso “Satoshi”.

Comprar Bitcoin pode ser uma tarefa difícil para quem não compreende completamente o mercado, já que algumas pessoas acreditam que só é possível comprar unidades inteiras da moeda digital, que agora é avaliada em cerca de R$ 309 mil reais.

No entanto, qualquer pessoa pode comprar frações de Bitcoin, os chamados “Satoshis”, nome dado em homenagem ao criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto.

O criador do Bitcoin decidiu compreender o Bitcoin como um sistema de 100 milhões de subunidades em novembro de 2008. Dois anos depois, o desenvolvedor principal do Bitcoin, ribuck, propôs que um centésimo de um Bitcoin fosse chamado de Satoshi e, posteriormente, revisou sua proposta para indicar que cem milionésimos de um Bitcoin (0,00000001) fosse nomeado um satoshi.

São 7 zeros antes do número 1. Cada Bitcoin tem 100 milhões de satoshis.

‘Satoshi’, como uma unidade, não tem um plural oficial – o uso de ‘satoshi’ ou ‘satoshis’ foi é considerado correto. Embora a unidade não tenha um símbolo oficial, é comumente abreviado para ‘sat’, ‘sats’ ou simplesmente ‘s’.

Satoshi Coinmarketcap
Satoshi Coinmarketcap

A importância de se usar satoshis

Os analistas mais importantes do mercado de criptomoedas têm destacado a importância de pensar em “sats” ao invés de Bitcoin.

Para que a adoção do Bitcoin exploda totalmente em nível global, as pessoas precisam entender que podem comprar frações da moeda digital.

Muitos investidores não compram Bitcoin porque acreditam que nunca poderão comprar um Bitcoin inteiro.

A comunidade de criptomoedas agora começou uma campanha para que corretoras e empresas de criptomoedas passem a adotar o termo como padrão.

“Sats deveriam ser listados em todas as grandes corretoras”, disse na manhã deste sábado o analista PlanB, famoso por ter criado o modelo Stock-to-Flow.

A pós a publicação, alguém perguntou nos comentários: “Onde posso comprar? Pergunta séria. Não está disponível na Binance.”

O analista então explicou como os satoshis funcionam.

Um outro usuário respondeu a publicação com uma ideia: “Como fazer com que as corretoras comecem a precificar Bitcoin em Satoshis para que os ‘plebeus comecem a comprar milho?’ Este é um grande problema, pois muitas pessoas são estúpidas demais para perceber que não precisam comprar moedas inteiras. Use sua influência e faça acontecer.”

Plan B também disse que satoshis serão o próximo Dogecoin, dando a entender que a fração pode valer um dólar algum dia.

Vários investidores têm investido em Dogecoin porque é uma moeda barata, negociada na casa dos centavos, quando elas descobrirem que podem comprar satoshis e que se trata da maior criptomoeda do mundo, isso pode fazer a adoção do Bitcoin aumentar consideravelmente.

A campanha começou, quem será a primeira corretora do Brasil a promover a adoção do Bitcoin?

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Bear Market Bitcoin. Imagem: Shutter Stock

“Bear Market confirmado”, diz o CEO da CryptoQuant após cruz da morte do Bitcoin...

Não é segredo para ninguém que o Bitcoin tem enfrentado um período extremamente turbulento e volátil. Grandes nações como a China e Rússia estão...
Bitcoin em ratoeira problema

Os maiores haters do Bitcoin no Twitter

Peter Schiff se tornou o oitavo maior hater do Bitcoin no Twitter nesta segunda-feira (21). Para chegar até a posição, ele superou ninguém menos...
Bitcoin-duvidas. SHutterstock

“Se você não vendeu Bitcoin a US$ 60 mil, por que vender agora?” O...

Após alcançar o seu valor histórico de US$ 63,5 mil em meio de abril deste ano, o Bitcoin caiu quase 50%. Em meio a...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias