Inicio Bitcoin Como e por que as exchanges falsificam volume de negociação

Como e por que as exchanges falsificam volume de negociação

-

Compartilhe
Tether por trás do aumento do bitcoin

Transações falsas com criptomoedas em várias exchanges ganharam manchetes nos últimos meses. O CoinMarketCap e outras empresas tentaram eliminar esses volumes comerciais falsos, mas ainda há muito a ser feito.

A razão pela qual algumas corretoras tentam inflar seus volumes com transações falsas é complexa. Um grande volume de transações normalmente significa que há um grande número de usuários nessa plataforma específica. 

Por ser uma plataforma já estabelecida com uma base de usuários significativa, os consumidores se sentem mais seguros. Dessa forma, as transações falsas ajudam as corretoras a atrair novos usuários, simulando uma grande base de usuários.

Além disso, as corretoras podem lucrar com a listagem de criptomoedas recém-criadas. Exchanges com um maior volume de comércio aparente podem cobrar taxas mais altas para listar moedas.

Como as exchanges falsificam volumes

Os truques que essas corretoras usam para inflar o volume podem ser extremamente inteligentes. Um relatório recente da Alameda Research, revela várias dessas ferramentas.

Utilizando seis critérios diferentes e examinando manualmente os livros de ordens de compra e venda, a empresa procurou identificar onde ocorrem as negociações falsas. A pesquisa mostra que até 60% das corretoras de criptomoedas estão consistentemente reportando volumes de negociação falsos.

Por exemplo, algumas exchanges inserem grandes transações falsas em seus livros em meio a uma série de transações reais menores. A esperança seria que o grande número de transações dificultasse a identificação de transações falsas.

Outro método, chamado ‘wash trading’, usa diferentes endereços de carteiras para enviar grandes transações de um lado para o outro através da corretora. Essas carteiras são geralmente de propriedade da corretora, e as moedas são simplesmente trocadas sem realmente mudar de mãos. Esta prática é ilegal na maioria dos países.

Com base na pesquisa da Alameda, o atual mercado de criptomoedas negocia US $ 38 bilhões em transações reais por dia. Desse total, 87% ocorrem na Ásia, com apenas 9% ocorrendo nos EUA, em grande parte devido ao clima regulatório em cada região.

Em um esforço para minimizar os volumes falsos, o CoinMarketCap iniciou a Data Accountability & Transparency Alliance (DATA). O grupo espera encorajar empresas a fornecer maiores níveis de transparência para ajudar a encontrar atividades de lavagem e eliminá-los.

Embora muitas corretoras sejam obviamente fraudulentas, aquelas com volumes reais de transações buscaram aumentar a transparência. Ao empregar maiores níveis de relatórios, essas empresas esperam aumentar a confiança genuína do consumidor.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Bitcoin atinge R$ 1 bilhão em negociações no Brasil e quebra recorde na América Latina

O Brasil registrou mais de R$ 1 bilhão em negociações envolvendo o bitcoin. A criptomoeda vive um importante momento de expansão na América Latina....

Hacker invade corretora de criptomoedas e rouba mais de R$ 120 milhões

Na última quinta-feira (11) a Bitpoint sofreu um duro ataque hacker em sua plataforma. A corretora de criptomoedas perdeu mais de R$ 120 milhões...

Clientes da Indeal defendem empresa

Após uma investigação da Polícia Federal, os negócios da Indeal deixaram de ser operados em todo o Brasil. A investigação resultou na prisão de...

Bitcoin vai subir? Trader aponta U$ 16 mil em breve

Na última semana o preço do Bitcoin em real ultrapassou os R$ 50 mil, a desvalorização veio forte. No momento da escrita deste, a...
 

COMENTÁRIOS

MAIS LIDOS

Congressistas entendem a diferença entre a Libra e o Bitcoin

A criptomoeda Libra tem sido associada ao Bitcoin, entretanto, há diferenças entre os projetos. De acordo com Charlie Shrem, os congressistas dos EUA conseguem...

Como ganhar dinheiro com a volatilidade do bitcoin

O Bitcoin é um ativo bastante volátil, ele possui mais de 63% de volatilidade anual. Isso significa que ele pode retrair ou expandir 63%...

Bitcoin atinge R$ 1 bilhão em negociações no Brasil e quebra recorde na América Latina

O Brasil registrou mais de R$ 1 bilhão em negociações envolvendo o bitcoin. A criptomoeda vive um importante momento de expansão na América Latina....

Hacker invade corretora de criptomoedas e rouba mais de R$ 120 milhões

Na última quinta-feira (11) a Bitpoint sofreu um duro ataque hacker em sua plataforma. A corretora de criptomoedas perdeu mais de R$ 120 milhões...

Clientes da Indeal defendem empresa

Após uma investigação da Polícia Federal, os negócios da Indeal deixaram de ser operados em todo o Brasil. A investigação resultou na prisão de...
Compartilhe