Comunidade pede que Elon Musk crie projeto cripto no site X.com

Hoje exchanges são um dos negócios mais lucrativos da indústria. Como exemplo, hoje a Coinbase possui um valor de mercado de 69 bilhões de dólares (R$ 389 bi), e CZ, criador da Binance, tornou-se o chinês mais rico do mundo.

Elon Musk e fãs. Imagem: Reprodução Twitter
Elon Musk e fãs. Imagem: Reprodução Twitter

Logo após afirmar que a web 3.0 é bobagem, Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX, foi questionado sobre seus planos em relação ao site X.com, em sua posse há quatro anos e inativo desde então.

Fundado em 1999, o X.com funcionava como um banco e teve o seu site abandonado após sua fusão com o PayPal no ano seguinte, empresa que passou a ter controle sobre o domínio. Apesar disso, Musk recomprou o domínio em 2017, por um valor não revelado, por motivos sentimentais.

“Obrigado PayPal por me permitir comprar de volta o X.com! Não tenho planos agora, mas ele tem um grande valor sentimental para mim.”

O que fazer com um dos domínio mais raros da internet

Domínios de poucas letras já são bem raros e caros, no caso do X.com que possui apenas uma letra, seu valor é exponencialmente maior. Ainda mais tratando-se de um domínio cheio de história como este. Uma curiosidade é que apenas dois domínios pontocom, de um caractere, estão acessíveis atualmente, e o X.com é um deles.

Nesta quinta-feira (2), após afirmar que a web 3.0 é uma bobagem, o CEO da Tesla foi questionado sobre seus planos com este domínio e aparentemente o bilionário, responsável por empresas nos mais variados ramos, ainda não pensou sobre o caso.

“— Qual é o seu plano para X.com?
— O que eu deveria fazer com ele?”

As respostas dos outros usuários foram as mais variadas, em sarcasmo a sua fala sobre a web 3.0, foi sugerido que ele criasse uma rede social descentralizada. Já outros sugeriram que o site fosse usado para expor suas empresas, Tesla, SpaceX, Boring Co, Neuralink e Solar City.

Além disso, também lhe sugeriram que ele criase a moeda X, ou um concorrente ao metaverso do Facebook ou até mesmo uma exchange de criptomoedas. O bilionário não respondeu a ninguém.

X.com era um banco, talvez volte a ser

Conforme a popularização do BTC está fazendo com que exchanges apostem em soluções parecidas com as de bancos, prometendo rendimentos para ter a custódia de seus criptoativos, o X.com poderia muito bem entrar nessa jogada.

Hoje exchanges são um dos negócios mais lucrativos da indústria. Como exemplo, hoje a Coinbase possui um valor de mercado de 69 bilhões de dólares (R$ 389 bi), e CZ, criador da Binance, tornou-se o chinês mais rico do mundo.

Esta poderia ser uma ótima oportunidade para Elon Musk explorar ainda mais as criptomoedas, afinal a Tesla já possui 42.902 BTC (R$ 13,5 bi) e é a segunda empresa pública com mais BTC em caixa. Além disso, pode ser concorrente da Binance, criticada por Musk na última semana.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias