Confira três criptomoedas que podem voltar a valer R$ 4 mil no mercado

Com a alta do bitcoin, outras criptomoedas são impulsionadas em uma onda de valorização que pode fazer os preços explodirem.

-

Siga no

Três criptomoedas poderão voltar a valer cerca de R$ 4 mil no mercado. O aumento do preço do bitcoin faz com que outras criptomoedas tenham um aumento considerável no mesmo período. E levando em consideração o mercado em momentos anteriores, essas altcoins poderão facilmente chegar em cerca de R$ 4 mil, confira:

Ethereum (ETH)

Ethereum (ETH) é a segunda maior criptomoeda do mercado atualmente. Com um preço por volta de R$ 1.200,00, o preço da Ethereum (ETH) já chegou a valer muito mais que isso. Essa altcoin deverá ser uma das primeiras a chegar em US$ 1 mil, ou, cerca de R$ 4 mil.

Em janeiro de 2018 a Ethereum (ETH) teve sua máxima histórica registrada no mercado. Isso aconteceu após a Ethereum (ETH) ser cotada em US$ 1.380, ou ainda, R$ 5.312,86 segundo a cotação atual do dólar norte-americano.

Por outro lado, em 15 de dezembro de 2018 a Ethereum (ETH) iu seu preço agonizar. Naquela data a criptomoeda chegou a ser cotada em cerca de R$ 320. Um valor quase quatro vezes menor do que a cotação atual da Ethereum (ETH) no mercado.

Bitcoin Cash (BCH)

Assim como a Ethereum (ETH), o Bitcoin Cash (BCH) figura entre as maiores criptomoedas do mercado. Essa criptomoeda é um hard fork do bitcoin. Dessa forma, espera-se que o Bitcoin Cash (BCH) também seja uma das primeiras criptomoedas a chegar na marca dos R$ 4 mil novamente.

Atualmente o Bitcoin Cash (BCH) está sendo cotado por pouco mais de R$ 1.800,00. Porém, este valor foi bem menor há alguns meses atrás, quando o Bitcoin Cash (BCH) chegou a valer R$ 435 em fevereiro.

Com o crescimento do bitcoin, o Bitcoin Cash (BCH) poderá chegar a ser cotado acima de sua máxima histórica. Essa criptomoeda teve um valor absurdo de mais de R$ 15 mil, em um momento de supervalorização do mercado em geral. Com esse valor já atingido, não deverá ser difícil para o Bitcoin Cash (BCH) chegar em R$ 4 mil.

DASH

O DASH é a única criptomoeda de privacidade que faz parte desta lista. Ao contrário das criptomoedas mencionadas anteriormente,o DASH aposta em transações anônimas. Sendo assim, essa altcoin é a mais conhecida com esta especificidade no mercado.

Além da Ethereum (ETH) e do Bitcoin Cash (BCH), o DASH pode ser a próxima criptomoeda a chegar em cerca de R$ 4 mil. Esse ativo digital poderá, inclusive, facilmente ultrapassar este valor, já que sua máxima histórica foi um pouco mais além.

Em um momento de completa valorização do mercado, o DASH foi cotado em quase R$ 6 mil. Com este valor, a criptomoeda chegou em 50% a mais do que a faixa dos US$ 1 mil, de acordo com a cotação atual. Por outro lado, o DASH também esteve em momentos ruins no mercado. A criptomoeda chegou a valer pouco mais de R$ 250. Atualmente o DASH está sendo cotado em cerca de R$ 800,00.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Atlético Mineiro

Criptomoeda do Atlético Mineiro foi pausada

Após dois anos do anúncio de sua criptomoeda, o Clube Atlético Mineiro afirma que o projeto foi pausado. Chamada de GaloCoin, a criptomoeda ainda...
Mapa da América do Sul no Globo

Bitcoin explode na América do Sul, na contramão do mundo

O Bitcoin é uma moeda digital que não tem nenhuma relação com nenhum governo, sendo totalmente descentralizada. Em meio à pandemia, o interesse no...

Justiça aceita pedido de recuperação judicial da BWA Brasil, suspeita de golpe com bitcoin

A 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Foro Central Cível de São Paulo aceitou o pedido de recuperação judicial da BWA Brasil....