Corretora de criptomoedas que patrocina a Copa do Mundo joga dinheiro fora, diz Tiago Reis

Corretora de criptomoedas tem patrocinado os jogos da Copa do Mundo, mas para brasileiro analista de investimentos é perda de tempo.

A corretora Crypto.com, que patrocina os jogos da Copa do Mundo, pode estar jogando dinheiro fora, na visão do analista de investimentos Tiago Reis, brasileiro fundador da Suno e crítico das criptomoedas.

Considerado um dos maiores críticos do bitcoin e seu ecossistema, Reis voltou a falar contra o setor por meio de suas redes sociais.

Tiago Reis disse que está em vingança contra os investidores das criptomoedas e que prefere até a morte que comprar bitcoin.

Corretora Crypto joga dinheiro fora ao patrocinar a Copa do Mundo, diz Tiago Reis

Durante os jogos da Copa do Mundo, quem acompanha o torneio já percebeu publicidades da corretora Crypto nas laterais do campo.

A empresa é uma das corretoras que passou por problemas nos últimos meses e teve de demonstrar publicamente que suas operações estavam estáveis.

Após o colapso da FTX, por exemplo, o CEO da Crypto garantiu que honraria todos os saques a clientes e afastou rumores, nas vésperas do início da Copa no Catar.

Mas para o brasileiro Tiago Reis, a presença da corretora “Crypto.com” na Copa do Mundo do Catar é um belo exemplo de dinheiro jogado fora.

Em sua opinião, ninguém mais compra criptomoedas, logo, é como se uma empresa de máquina de escrever estivesse patrocinando o evento, indicando que ele sugere que o setor se tornou obsoleto.

Apesar da opinião do brasileiro, a FIFA segue mostrando a marca da corretora de criptomoedas parceira, como no domingo (4), antes do jogo entre França e Polônia.

“Só sobraram os mais radicais”, diz crítico do bitcoin

Em outra publicação no último sábado (3), Tiago Reis disse que há 12 ou 18 meses, muitos investidores do mercado de criptomoedas falavam de investir em Bitcoin, criptomoedas e “NFTs de macaquinhos”.

Contudo, ele tem como visão que só os mais radicais sobraram em 2022, após a queda em volume do mercado. Mesmo assim, Reis indicou que alguns radicais ainda restaram no mercado, o que é bom.

“Uns 12-18 meses atrás, pessoas normais falavam de investir em Bitcoin, cripto e NFT de macaquinho aqui no Twitter. Hoje só sobraram os mais radicais, aqueles de olhos vermelhos que colocam “Bitcoin” no nome do Twitter. Sobraram poucos infectados por este male. Que bom.”

Rapidamente, após uma sequência de críticas sobre suas falas, um internauta questionou que Tiago Reis, acostumado a falar mais de bolsa de valores, tem discutido muito sobre o assunto. Em resposta, o analista disse que está se vingando dos investidores de criptomoedas, visto que muitos destes nos últimos anos não gostaram de suas críticas ao mercado.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias