Corretora de Bitcoin tem recurso negado pela Justiça

Oitava maior corretora de Bitcoin do Brasil pediu isenção de imposto devido ao novo coronavírus!

-

Siga no
Corretora de Bitcoin Foxbit
Corretora de Bitcoin Foxbit
Anúncio

A corretora de Bitcoin brasileira Foxbit, entrou na justiça com pedido de isenção fiscal no início de abril. O pedido, respaldado no atual momento da pandemia mundial, visava dar um fôlego para a Foxbit no pagamento de impostos federais.

O pedido foi feito ao TRT-3, Tribunal Regional Federal que cuida dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. A startup de Bitcoin possui sede em São Paulo, e teve pedido julgado no dia 4 de abril.

De acordo com o CointraderMonitor, a Foxbit é a oitava maior corretora de Bitcoin do Brasil hoje. Seu volume de negócios nas últimas 24 horas foi de mais que 32 Bitcoins, ou seja, mais que R$ 1 milhão de transações foram feitos na plataforma.

Anúncio

Raposa é o símbolo da corretora de Bitcoin brasileira Foxbit
Raposa é o símbolo da corretora de Bitcoin brasileira Foxbit

Corretora de Bitcoin Foxbit não consegue pedido de isenção fiscal na justiça brasileira

A Foxbit é uma corretora de Bitcoin local no Brasil, ou seja, os clientes dessa startup conseguem trocar Real por criptomoeda. Fundada em 2014, a Foxbit é uma das dez maiores plataformas do país hoje.

Durante a crise do novo coronavírus, que inclusive causou uma enorme queda nos preços do Bitcoin em março, a Foxbit também foi afetada. Com um menor volume em sua plataforma, entrou com recurso na justiça para adiar o pagamento de impostos ao governo.

Dessa forma, a Foxbit entrou com um Mandado de Segurança (MS) contra a União Federal/Fazenda Nacional. O pedido, que foi feito em 1 de abril, foi indeferido no dia 4 e publicado no DJE do dia 15.

A medida liminar pediu que a justiça adiasse a cobrança de impostos da corretora de Bitcoin Foxbit. Além disso, o pedido visava excluir a Foxbit do CADIN neste período.

diferimento do IRPJ, CSLL, PIS e COFINS devidos pelo IMPETRANTE, com vencimento nos meses de março, abril e maio de 2020, pelo prazo de 90 dias em relação a cada um dos vencimentos, ou seja, a prorrogação de cada um destes para o último dia útil do 3.º (terceiro) mês subsequente

Foxbit
Foxbit

Justiça afirmou que pedido não cabe deferimento agora

Para julgar o pedido feito pela Foxbit, a justiça se baseou em um recurso semelhante feito pelo Partido Social Liberal (PSL). O antigo partido do presidente Jair Bolsonaro (sem-partido), pediu no dia 30 de março que a justiça parasse de cobrar imposto das empresas.

o Partido Social Liberal (PSL) ajuizou, no dia 30/03/2020, um mandado de segurança coletivo para pedir a suspensão de cobranças tributárias direcionadas a indústrias, ao comércio e aos prestadores de serviços no Brasil, distribuído na 16ª Vara Federal Cível do Distrito Federal (DF), com base no artigo 152 do CTN

Contudo, para a juíza federal que cuidou do recurso da Foxbit, Cristiane Farias Rodrigues dos Santos, há uma condição especial para que tais pedidos sejam acatados. A juíza apontou que o “artigo 3º da portaria instituiu uma condição, a qual a RFB e a PGFN devem, nos limites de suas competências, expedir os atos necessários para a implementação e definir os municípios abrangidos pelo decreto estadual que tenha reconhecido o estado de calamidade pública, o que não ocorreu até o presente momento“.

Ou seja, ainda que o pedido da Foxbit seja legítimo, o judiciário não pode agir como legislador. A juíza ressaltou que está em trâmite o Projeto de Lei n.º 829/2020, que prevê a suspensão de impostos durante a pandemia do novo coronavírus.

Estátua da Justiça
Estátua da Justiça

Por fim, a juíza afirmou que agora, não cabe ao judiciário intervir na adoção de Políticas Públicas. Mediante o exposto, a juíza Cristiane indeferiu o pedido de adiamento da cobrança dos impostos, feita pela Foxbit.

Atualização da matéria (15/04/2020 – 14:53): A Foxbit esclarece que pediu o diferimento dos tributos federais e que não houve a concessão em sede de liminar. Assim, a empresa continuará adimplindo com todas suas obrigações tributárias e está estudando o agravo de instrumento da decisão.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Últimas notícias

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...