Autointitulado criador do Bitcoin processa corretoras

Embora estas cifras não tenham sido explicadas, provavelmente possuem ligação com todas as taxas já cobradas por estas exchanges em negociações de pares ligados ao Bitcoin. Indo além, também pede para que o Bitcoin Satoshi Vision, que ele acredita ser o Bitcoin verdadeiro, seja listado nas mesmas.

Craig Wright, Faketoshi
Craig Wright, "Faketoshi" - Crédito: AIBC Summit

Craig Wright, auto-proclamado criador do Bitcoin, está processando duas gigantes do setor de criptomoedas, as exchanges Coinbase e Kraken. Segundo Wright, “BTC não é Bitcoin” e estas empresas estariam enganando os seus usuários.

“Os consumidores estão sendo enganados diariamente ao pensar que o BTC é o Bitcoin, como descrevi no whitepaper do Bitcoin. BTC não é Bitcoin.”

Também conhecido como Faketoshi (falso Satoshi), Wright também quer que as mesmas listem o Bitcoin Satoshi Vision (BSV) em suas plataformas. Afinal, o mesmo afirma que esta criptomoeda é o verdadeiro Bitcoin.

Esta não é a primeira vez que Wright processa alguém, muito pelo contrário. Em um dos casos mais recentes, Faketoshi pediu legalmente para que o whitepaper do Bitcoin fosse retirado do site Bitcoin.org, este criado pelo verdadeiro Satoshi Nakamoto e hoje mantido por Cobra.

“Várias centenas de bilhões de libras”

Segundo informações de sites ligados ao Bitcoin Satoshi Vision, o processo de Craig Wright às corretoras Coinbase e Kraken envolve montantes de “várias centenas de bilhões de libras”. O curioso é que Wright atacou duas das exchanges mais reguladas do mercado.

Embora estas cifras não tenham sido explicadas, provavelmente possuem ligação com todas as taxas já cobradas por estas exchanges em negociações de pares ligados ao Bitcoin. Indo além, também pede para que o Bitcoin Satoshi Vision, que ele acredita ser o Bitcoin verdadeiro, seja listado nas mesmas.

“Quero corrigir o engano a que os consumidores estão sendo submetidos, usando os canais legais apropriados e exigir que essas exchanges operacionais parem de passar BTC como Bitcoin, mudem o nome, sejam claros em suas comunicações e listem BSV que é o Bitcoin.”

Atualmente, apenas uma das cinco maiores exchanges trabalha com o BSV, podendo esta ser uma estratégia para que a mesma seja mais difundia. Contudo, por efeitos de comparação, 1 BTC está sendo cotado a US$ 37.855 no momento desta redação, já 1 BSV está na casa dos 72 dólares, ambos possuem ~19 milhões de unidades em circulação.

“Bilionário” preocupado com dinheiro

Outro ponto interessante é que Satoshi Nakamoto, o verdadeiro, possui cerca de 1.000.000 de bitcoins, equivalentes a R$ 19 bilhões. Portanto, caso Craig Wright fosse mesmo Nakamoto, não estaria preocupado em processar empresas honestas por dinheiro.

Em entrevista realizada há um mês, Wright chegou a afirmar que venderá estes bitcoins, afinal eles “não possuem utilidade”. Apesar disso, se ele tivesse controle destas moedas, já teria feito isso, ou pelo menos parado de tentar chamar a atenção da mídia.

Por fim, de qualquer forma este processo será uma dor de cabeça para as outras partes envolvidas, independente de seu resultado. Quanto ao Bitcoin, segue intacto e sem nenhum maluco como líder, como acontece em outras criptomoedas pseudo-descentralizadas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias