Credminer processa Facebook e pede remoção de postagens de Youtuber que denuncia pirâmides

Empresa foi acusada de pirâmide financeira pelo "Rei das Finanças" e resolveu pedir exclusão de postagens.

Siga no
Empresa Credminer
Empresa CredMiner - Reprodução

Conhecido pela maneira humorística de denunciar pirâmides financeiras em seu canal do YouTube, o “Rei das Finanças” segue sendo perseguido na justiça. A Credminer processou o Facebook e pediu remoção de conteúdos do youtuber após vários posts no Instagram acusarem a autora de operar um esquema de pirâmide.

Nos últimos dias, o Google foi processado pela representante da NUI Social no Brasil, que pediu que conteúdos postados pelo youtuber fossem removidos. Na ocasião, a justiça apontou que era uma tentativa de censura ao youtuber, que não poderia ser acatada por infringir a Constituição Brasileira.

Cabe o destaque que, no passado, a Credminer já processou o canal do YouTube do Rei das Finanças, tendo removido dois vídeos. A empresa alega que já foi alvo de investigações da CVM e Ministério Público e não há problemas em seu negócio. O Livecoins procurou ambas as partes para entender melhor a situação.

Rei das finanças canal
Rei das finanças canal

Credminer processa Facebook e pede remoção de posts no Instagram de Youtuber que denuncia pirâmides

A MDX Capital Miner Digital Ltda, conhecida como Credminer, processou nos últimos dias o Facebook Brasil. O motivo, é porque o youtuber, conhecido como “Rei das Finanças”, havia publicado informações em redes sociais citando a Credminer como um esquema de pirâmide financeira.

No passado, a Credminer já havia processado o Google para remover conteúdos do canal do YouTube do Rei das Finanças. Em decisão, de segunda instância, o Google removeu dois vídeos do canal, ainda em 2019.

Postagem do rei das finanças sobre a Credminer
Postagem do rei das finanças sobre a Credminer

Contudo, em uma busca feita pelo Livecoins, no canal Rei das Finanças ainda consta vários vídeos que apontam a Credminer como um esquema de pirâmide financeira.

Em conversa com o criador do Canal Rei das Finanças, que alerta contra golpes na internet, em sua opinião, ele não inventa nada.

“O historico deles é que os condena, que os crimes quem cometeu foram eles. Eu apenas trago uma pequela luz sobre o que eles mesmos plantaram e eu não invento nada, apenas esclareço as coisa do meu ponto de vista..

Em conversa com o Livecoins, o youtuber afirmou que seria uma censura excluir seus conteúdos de redes sociais, mas ele não havia sido notificado diretamente do caso.

O Youtuber afirmou que as criptomoedas do grupo, por exemplo, a “LQX seria uma shitcoin fraudulenta que estão tentando colocar no mercado do crime“.

Modelo de negócios da Credminer é apontado como Pirâmide Financeira por Youtuber
Modelo de negócios da Credminer é apontado como Pirâmide Financeira por Youtuber Rei das Finanças – Reprodução

Credminer pediu que Facebook identifique usuários por trás da conta

A empresa se defendeu em um processo movido contra o Facebook, aberto no início de maio e que pediu remoção de conteúdo com urgência do Instagram.

O conteúdo era de publicações feitas pelo Rei das Finanças em seu Instagram, apontando a Credminer como uma empresa suspeita de operar um esquema de pirâmide financeira.

A Credminer ainda pediu, além da exclusão das páginas que mencionavam a empresa como pirâmide, que os dados de identificação dos responsáveis pelas publicações fossem revelados. O juiz que cuidou do caso, Dr. Guilherme Ferfoglia, deferiu parcialmente o pedido.

DEFIRO PARCIALMENTE o pedido de tutela de urgência para determinar que a requerida (i) remova de sua plataforma as postagens virtuais constantes das URLs listadas à fl.34, item I, do pedido, e (ii) armazene todas as informações necessárias para a identificação dos responsáveis pelas publicações mencionadas na petição inicial até a solução final do processo

Após ciência da decisão, o Facebook Brasil, representado pelo escritório Tozzini Freire Advogados, respondeu que acatou o pedido. Nesta terça (19), todos os links que mencionavam a Credminer como suspeita de pirâmide no Instagram do Rei das Finanças já haviam sido removidos.

Estátua da Justiça
Estátua da Justiça

No Reclame Aqui, a Credminer é apontada como “ruim” e há pelo menos 90 reclamações registradas. As mais recentes apontam problemas nos saques, falhas no suporte e a mudança de nome para WeHPM.

Por fim, o Livecoins procurou a Credminer para questionar sobre as acusações de operar um esquema de pirâmide financeira. Segundo autos do processo 1037000-13.2020.8.26.0100, todavia, a empresa nega qualquer irregularidade e afirma ser idônea perante a lei brasileira.

Até o fim desta reportagem, entretanto, ainda não havíamos recebido retorno dos questionamentos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Polícia descobre mina de bitcoins após busca por plantação de maconha

Vídeo: Polícia invade “mina” de bitcoin onde pensava existir plantação de maconha

Na cidade de Santipons, em Sevilha, autoridades espanholas confiscaram 21 equipamentos de minerar bitcoin (ASIC) e várias placas de vídeo para mineração de criptomoedas...

Deputado receberá salário em bitcoin

Em um movimento que vem se tornando cada vez mais comum entre alguns políticos ao redor do mundo, um deputado de Bruxelas afirmou que vai...
Linus Torvalds

Criador do Linux diz ser Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin

Linus Torvalds, o criador do sistema operacional Linux, parece ter modificado uma única linha no Kernel do Linux e incluiu uma afirmação de que...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias