“Criptomoedas colocam a vida em risco”, diz alerta de procuradores

Novo alerta cita os motivos que as pessoas correm riscos ao se envolver com moedas digitais.

Esqueleto com Bitcoin nos olhos próximo de computador com gráficos
Esqueleto com Bitcoin nos olhos próximo de computador com gráficos

Segundo um novo alerta emitido por procuradores estaduais, as criptomoedas colocam as vidas das pessoas em risco. Além disso, a sequência de alertas da autoridade afirma que as criptomoedas devem ser primeiramente estudas por interessados, que muitas vezes não sabem nem identificar golpes básicos.

Os receios com investidores ao se deparar com esse mercado e sua tecnologia envolvem muitos misticismos. Um deles é o retorno passado do Bitcoin no mercado com sua alta valorização, levando muitos a imaginar e sonhar que isso voltará a acontecer novamente.

Além disso, como uma moeda digital, pessoas acreditam que essas são investimentos que rentabilizam, mais uma prova de que pessoas não estudam os fundamentos. Isso porque, o bitcoin foi criado para ser uma moeda, assim como Dólar ou Real, utilizada como meio de pagamentos.

“Criptomoedas colocam vida em grande risco”

Lições básicas podem por muitas vezes serem aprendidas apenas a duras penas por muitos investidores. Isso porque, por mais que a educação financeira tenha se popularizado nos últimos anos, principalmente pela internet, os golpes também ganharam seu espaço.

Dessa forma, muitas pessoas tiveram contato com novas realidades para rentabilizar seu dinheiro no mercado financeiro e de criptomoedas. Investidores desses mercados, contudo, não necessariamente dedicam a estudar antes de investir, caindo em ciladas financeiras de toda sorte.

Vendo a situação piorar no estado do Michigan, nos Estados Unidos, a Procuradoria Geral de defesa do consumidor emitiu um duro alerta público. Segundo o documento, as “criptomoedas colocam as vidas das pessoas em grande risco”, devendo interessados se educar antes de se envolver.

Por exemplo, caixas eletrônicos de Bitcoin estão surgindo em várias cidades e grandes varejistas online (como Overstock.com e Expedia) começaram a aceitar pagamentos em Bitcoin. No entanto, antes de comprar qualquer moeda virtual ou pular no movimento da moeda virtual, eduque-se para você poder tomar uma decisão informada sobre o que está entrando. A moeda virtual carrega uma quantidade significativa de risco na vida real.

E entre os 4 principais motivos citados pelo novo alerta, estão que as moedas podem ser perdidas ou roubadas, o valor é volátil, há implicações fiscais e nenhuma proteção de órgãos do consumidor.

Chamando as criptomoedas de “moedas virtuais”, a agência disse ainda que essas não são meios de troca, mas sim investimentos.

Criptomoedas podem ser investimentos, mas carregam riscos

Ao citar os cuidados com o mercado, a procuradoria geral de Michigan ainda declarou que investidores ganham dinheiro com o mercado de forma legítima. Contudo, promessas de rendimentos fáceis e rápidas é que são o problema.

“As criptomoedas podem ser investimentos legítimos. Os investidores ganham dinheiro vendendo sua criptomoeda todos os dias por mais do que pagaram, mas, como em qualquer investimento, NÃO há garantia de que seu valor aumentará. Todos os investimentos carregam algum tipo de risco.”

Para evitar ser pego em qualquer golpe, a agência pede que as pessoas procurem a reputação das empresas antes de investir, inclusive colocando nos buscadores os termos “fraude”, “golpe” e outros ao lado do nome do ativo de interesse.

Anúncios em redes sociais também costumam ser fatais, devendo ser evitados. Dicas de investimentos ou fóruns online que afirmam ter segredos também são caminhos para o prejuízo, assim como chamadas de “invista agora” e “não perca essa oportunidade”, mesmo quando mencionadas por famosos.

É claro que esses golpes são comuns em qualquer investimento, seja de ações, entre outros, devendo ser parte da rotina dos investidores o cuidado ao se expor a falsas promessas.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias