CVM fecha cerco a empresas que oferecem rentabilidade em Bitcoin e corretoras

Grupo Bitcoin Banco, Negocie Coins, Atlas Quantum, Investimentos Bitcoin e Mattos Investing na mira da autarquia.

Empresas que oferecem rentabilidade em bitcoin ou outras criptomoedas precisarão de autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para operarem. Disse a autarquia ao jornal Valor.

Em 2017 a CVM havia informado que não era sua responsabilidade intervir no mercado de criptomoedas devido a “ausência de regulação”. Agora, no entanto, a CVM mudou seu entendimento sobre o mercado.

“Há situações em que os criptoativos podem ser caracterizados como valores mobiliários. Por exemplo, quando configuram um contrato de investimento coletivo. Nessa situação, a oferta deve ser realizada de acordo com a regulação da CVM”, esclareceu a autarquia ao jornal Valor.

Atualmente a CVM tem pelo menos 8 processos de investigação contra empresas denunciadas por fraude, algumas conhecidas, como o Grupo Bitcoin Banco, Negocie Coins, Atlas Quantum, Investimentos Bitcoin e Mattos Investing.

Das oito empresas sob investigação, cinco são corretoras e três são plataformas que oferecem rentabilidade em bitcoin. Em um dos processo a CVM encontrou “indícios de fraude na captação de recursos de terceiros, com características típicas de pirâmide financeira”.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org

Últimas notícias