CVM intima duas empresas de forex no Brasil

Empresas estariam captando clientes no Brasil sem autorização de funcionamento.

Siga no
CVM - Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (Bitcoin, Criptomoedas, Investimentos, Pirâmides)
CVM - Comissão de Valores Mobiliários do Brasil

A Comissão de Valores Mobiliários no Brasil, a CVM, intima duas empresas que captam clientes para o mercado de forex no país. Nenhum dos negócios tinham autorização para funcionamento e não eram regulamentadas no país.

As empresas foram alvos de dois stop orders pela CVM, publicados na última quarta-feira (11). Quando a CVM emite essa ordem, as empresas devem parar de captar investidores no país.

A CVM é a autarquia responsável pela fiscalização de investimentos no Brasil, mas não tem visto com bons olhos o mercado forex. O forex consiste em negociar pares de moedas estrangeiras, sendo sua negociação considerada contratos de derivativos.

Dessa forma, a CVM é responsável pela regulamentação do setor. Apenas em 2020, várias empresas já foram encerradas pela CVM, inclusive proibiu a famosa Iq Option de ofertar investimentos no Brasil.

CVM intima outras duas empresas do mercado forex que estariam captando clientes no Brasil

Muitos investidores buscam oportunidades de ganhar dinheiro, com plataformas acessíveis pela internet. Algumas dessas plataformas, contudo, não tem o registro legal no Brasil para ofertar investimentos no país.

Responsável por essa fiscalização, a CVM então intima outras duas empresas que estariam captando brasileiros. Uma delas é a Esos International Ltd – Ainvestments, que possui registro nas Ilhas Marshall e oferece serviços de forex.

A segunda empresa é a Aronex Corporation Ltd – 2Invest, que oferece negociações de forex e até de criptomoedas em sua plataforma. Ambas as empresas haviam sido investigadas pela CVM, que emitiu assim uma ordem de suspensão.

A Ainvestments e a 2Invest devem parar de captar brasileiros conforme os Atos Declaratórios 18.209 e 18.210. Caso as empresas descumpram as medidas anunciadas, deverão pagar multa diária de R$ 1 mil cada uma.

“A área técnica detectou indícios de que as empresas efetuam a captação irregular de clientes para a realização de operações com derivativos nos denominados mercados Forex (Foreign Exchange) e CFD (Contract for Difference)”, informou a CVM

As empresas então estão proibidas de captar brasileiros, direta ou indiretamente. Também ficam proibidos aplicativos, sites da internet e postagens em redes sociais que captem investidores no país.

Reclamações sobre dificuldades de saques nas plataformas 2Invest e Ainvestments crescem

A plataforma 2Invest afirma, em seu site, ser localizada no Chipre e legalizada por lá. Os idiomas disponíveis a quem acessa a plataforma seriam inglês e português, sendo que o Brasil consta em uma lista de países em que o negócio opera.

No entanto, a 2Invest é famosa na plataforma Reclame Aqui, onde já registra quase 80 reclamações de brasileiros. Algumas das reclamações apontam que após realizar o depósito na plataforma, os saques são dificultados pela empresa. No Reclame Aqui, a 2Invest é apontada como “Ruim”.

Além disso, a Ainvestments também já foi registrada no Reclame Aqui, sendo apontada como “Não Recomendada”. Com cadastro na plataforma de reclamações há um ano, as últimas reclamações informam que os saques estão impossibilitados na Ainvestments.

Ou seja, apesar da ordem de suspensão da CVM, as empresas já estariam recebendo indicações negativas na principal plataforma de reclamações do Brasil. Para novos investidores, o cuidado com operar em plataformas suspeitas do mercado de forex e criptomoedas no Brasil deve ser redobrado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Vista do teatro AMC Empire em Manhattan cinema Bitcoin

“Paguem com qualquer criptomoeda, mas por favor, voltem aos cinemas”, diz maior rede de...

A rede de cinemas AMC, a maior do mundo no setor, já anunciou anteriormente que pretende aceitar Bitcoin na compra de ingressos para os...
Imagem de Dólar e Bitcoin fundos

Criador de Fundo de Hedge com Bitcoin é condenado a sete anos de prisão

O criador de dois fundos de hegde com Bitcoin, Virgil Sigma e do VQR, que operavam em Nova Iorque, foi condenado pela justiça dos...

“Bitcoin salvará as pessoas da cultura do cancelamento”, diz New York Times

James Poulos, um dos colunistas convidados do New York Times, publicou no famoso veículo de notícias um ensaio onde explica como o Bitcoin pode imunizar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias