dApps e a nova onda de serviços conectados

Siga no

O Uber conecta passageiros à motoristas, o Airbnb viajantes à anfitriões e o YouTube consumidores de conteúdo com produtores. O que esses serviços tem em comum é a sua função como intermediários que, graças a ascensão do Blockchain, devem ganhar concorrência pesada: as dApps.

As dApps, assíncrono de aplicações descentralizadas, são aplicações que recorrem ao Blockchain para criar protocolos peer-to-peer, ou seja, sem a dependência de um servidor central ou uma empresa controladora.

Se isso parece um pouco longe da realidade agora, vamos recorrer ao seu maior exemplo, o Bitcoin. Totalmente descentralizado, o Bitcoin usa criptografia e incentivos econômicos para rodar seu próprio sistema financeiro.

Assim como o Bitcoin criou a possibilidade de uma sistema financeiro sem Bancos Centrais, uma nova onda de serviços está se voltando para diversos setores onde os intermediários tem um papel essencial.

Esse é o caso do Paratii, que está sendo criado no Brasil para “desafiar” o YouTube. No serviço do Google, o produtor de conteúdo envia seus vídeos para o conglomerado de servidores da empresa, que vende inserções comerciais em cada uma das reproduções do material e divide o valor entre as duas partes.

No Paratii as coisas acontecem de forma diferente. O produtor de conteúdo envia o vídeo para uma rede de servidores oferecidos por usuários comuns. O anunciante, então, paga a vinculação de publicidade diretamente para os produtores, sem comissões. Anunciante, usuários-servidores (media nodes) e produtores de conteúdo são todos movidos por um token interno que é usado como pagamento. Tudo possível graças ao Blockchain.

Se pararmos para pensar em quantos serviços que servem como intermediários de relações usamos diariamente, teremos uma noção do potencial transformador das dApps e como novos modelos de negócios devem ser gerados a partir disso.

Para discutir o assunto, Felipe Pereira, co-fundador do Paratii, estará no evento Blockspot Conference LATAM na sessão “Web descentralizada e as dApps”.

Além da sessão sobre dApps, o evento contará com painéis e palestras nas áreas de uso corporativo de Blockchain, Blockchain na saúde, Internet das Coisas, Ethereum e criptomoedas. São mais de 20 horas de programação, incluindo atividades paralelas.

Através do site do Blockspot Conference, é possível consultar a agenda completa e também os palestrantes confirmados até o momento. O ticket, que dá direito a entrar em todas as atividades, também está disponível para compra no site ou pelo telefone (11) 3280-1104.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Símbolo da Binance líder maior corretora do mundo

Binance diz que intervenção do governo em corretoras é bom para o mercado

A Binance parece ter mudado totalmente a sua estratégia de negócios. Embora a exchange tenha crescido por não criar barreiras, não exigindo dados de...
Detran em Salvador na Bahia corrupção esquema

Esquema de corrupção no Detran-BA teve lavagem de dinheiro com criptomoedas

Um esquema de corrupção no Detran-BA investigado pelo Gaeco apontou que algumas pessoas fizeram a lavagem de dinheiro com criptomoedas. De fato, essa é a...
Torcida do Corinthians

Corinthians vai vender NFT a partir de outubro

O Sport Club Corinthians Paulista anunciou que vai começar a vender seus tokens NFT a partir de outubro. Recentemente, o clube paulista vendeu seus tokens...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias