Departamento do Tesouro dos EUA é hackeado por grupo estrangeiro

Os e-mails da equipe da agência foram monitorados pelos hackers durante meses, disseram as fontes

Siga no

Hackers conseguiram invadir os computadores do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos e possivelmente de outras agências federais, de acordo com a Reuters, os hackers financiados por um governo estrangeiro roubaram informações do Tesouro e de uma agência do Departamento de Comércio responsável por decidir a política de internet e telecomunicações.

As agências de inteligência estão preocupadas e investigando quais outros órgãos do governo foram hackeadas de forma semelhante.

“A Agência de Segurança de Infraestrutura e Cibersegurança (CISA) está fornecendo assistência técnica às entidades afetadas enquanto trabalham para identificar e mitigar quaisquer comprometimentos em potencial.”

“O governo dos Estados Unidos está ciente e estamos tomando todas as medidas necessárias para identificar e remediar quaisquer possíveis problemas relacionados a esta situação”, disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Ullyot.

O hack é tão sério que levou a uma reunião do Conselho de Segurança Nacional na Casa Branca no sábado (12).

“Pedimos à Agência de Segurança Cibernética e de Infraestrutura e ao FBI para investigar e não podemos comentar mais no momento.”

Na terça-feira passada, a empresa de segurança cibernética dos Estados Unidos FireEye informou que hackers de governos estrangeiros com “recursos de classe mundial” invadiram sua rede e roubaram ferramentas ofensivas que ela usa para testar defesas de seus milhares de clientes.

Esses clientes incluem governos federais, estaduais, locais e grandes empresas globais.

O porta voz da FireEye não especificou o país do grupo hacker. Mas rumores na comunidade de segurança cibernética suspeitam da Rússia.

De acordo com o site Washington Post, um grupo russo chamado APT29 está por trás dos ataques cibernéticos.

A FireEye é um importante empresa de segurança cibernética, ela foi responsável por mitigar violações de segurança da Sony e ajudou a Arábia Saudita a se defender de um na indústria do petróleo.

A violação de segurança representa um grande desafio para o presidente eleito Joe Biden, pois as autoridades investigam quais informações foram roubadas e tentam determinar para que serão usadas.

“Esta é uma grande campanha de espionagem cibernética visando o governo dos Estados Unidos e seus interesses”.

Os hackers invadiram os sistemas da agência, o Office 365, os e-mails da equipe da agência foram monitorados pelos hackers durante meses, disseram as fontes.

Os hackers foram capazes de enganar os controles de autenticação da Microsoft, disse uma pessoa familiarizada com o incidente à Reuters sob condição de anonimato.

Diante do hack ao departamento de Tesouro dos EUA, a comunidade de criptomoedas reagiu dizendo que o Bitcoin nunca foi hackeado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Amazon e mão segurando Bitcoin

Amazon nega rumores de que vai aceitar Bitcoin como pagamento

A Amazon, terceira maior empresa em valor de mercado do mundo, negou nesta segunda-feira (26) que irá aceitar Bitcoin como pagamento este ano. Nos...
Preço do Bitcoin acima de US$ 40 mil

Após seis dias em alta, Bitcoin supera US$ 40 mil

O preço do Bitcoin rompeu os 40 mil dólares em um movimento forte do lado comprador e após seis dias de fechamento diário em...
Hacker segurando Bitcoin

Trader de Bitcoin tem e-mail hackeado e perde R$ 350 mil

Um trader de Bitcoin alega ter sido hackeado após um vazamento de dados e como resultado perdeu tudo que tinha na corretora Binance. Seu...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias