Deputado do PT pede investigação sobre uso de Bitcoin para financiar manifestações de 7 de setembro

De acordo com todo o documento os apoiadores do governo receberam diferentes tipos de auxílio para participarem dos atos e é possível que esse dinheiro tenha sido distribuído de diferentes maneiras, como o PIX e até mesmo através de criptomoedas.

Siga no

No dia 7 de setembro várias cidades do Brasil tiveram protestos a favor e contra o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (Sem partido). Agora, deputados da oposição estão pedindo que seja investigado a forma que esses protestos foram financiados, incluindo se criptomoedas foram usadas para apoiar os manifestantes. 

De acordo com uma petição feita pelo deputado federal petista Rui Falcão, junto do advogado Marco Aurélio de Carvalho, o deputado quer a abertura de um inquérito para “apurar fatos que possam caracterizar abuso de poder econômico, político, uso indevido de meios de comunicação social, corrupção, fraude, condutas vedadas aos agentes públicos e propaganda eleitoral antecipada em relação aos ataques contra as urnas eletrônicas e a legitimidade das eleições de 2022.”

De acordo com todo o documento os apoiadores do governo receberam diferentes tipos de auxílio para participarem dos atos e é possível que esse dinheiro tenha sido distribuído de diferentes maneiras, como o PIX e até mesmo através de criptomoedas.

“Aparentemente, há o uso de recursos provenientes do agronegócio, que estariam bancando caminhões em Brasília, e, ainda, o uso de recursos provenientes de doações feitas por PIX e até mesmo por criptomoedas.”, afirma a petição.

Criptomoedas

O documento citou e destacou uma reportagem criada pelo canal Meteoro Brasil intitulado “Quem Paga os atos de 07/09”, citando diferentes momentos em que a reportagem mostra apoiadores do governo recebendo benefícios para participarem das manifestações, afirmando que “há chocantes cenas divulgadas a partir de 3:57 (do vídeo) em que, dentro de um ônibus, há a distribuição de camiseta e da quantia de R$ 100,00 (cem reais) para os participantes dos eventos bolsonaristas do dia 07.09.2021.”

O documento cita as criptomoedas apenas uma vez, falando da possibilidade de elas terem sidos usadas em diferentes doações, sem expandir muito nas possibilidades do seu uso dentro desse contexto, por fim, acaba sendo apenas uma ideia “jogada” em meio às muitas acusações.

É difícil saber o tipo de impacto que isso terá nas criptomoedas ou o quanto o envolvimento do criptomercado será investigado ou se o assunto realmente passará por um processo de inquérito sobre a distribuição desses valores para os participantes das manifestações.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Praia do Forte em Cabo Frio pirâmide com Bitcoin

Eagle Eyes, empresa do “Pastor do Bitcoin” em Cabo Frio suspende saques

A empresa Eagle Eyes, que operava com sede na cidade de Cabo Frio (RJ), é mais uma possível pirâmide usando a imagem das criptomoedas...

Segunda maior pool de Ethereum encerra atividades devido a restrições na China

A SparkPool, segunda maior pool de mineração de Ethereum, anunciou que encerrará suas atividades no dia 30 deste mês. Hoje a pool é responsável...

Empreendedores vs investidores, quem ganhou mais dinheiro com criptomoedas?

Qual será a melhor estratégia para ganhar dinheiro, investir direto em criptomoedas ou empreender em setores essenciais relacionados a elas? Neste artigo faremos um comparativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias