Desenvolvedor da Dogecoin que abandonou moeda anuncia volta para fundação

Nos últimos dias, decisão de sair da criação do desenvolvimento não foi abandono.

Símbolo da moeda Dogecoin
Símbolo da moeda Dogecoin

Um desenvolvedor diretor da Dogecoin que saiu recentemente do projeto anunciou sua volta, ocupando um cargo na fundação da moeda meme e indicando que continua aliado ao projeto.

As criptomoedas são peculiares, visto que são tecnologias de transações por redes com um caráter totalmente descentralizado. Por isso, grande parte do trabalho empregado na construção desses sistemas não é remunerado, sendo os próprios fãs do projeto colaborares deste.

É claro que a maioria acaba tendo alguma remuneração em algum ponto, mas o que importa é que esse trabalho é relevante para manutenção dessas redes, principalmente por programadores com experiência no setor, o que é de fato uma raridade de se encontrar.

No caso da Dogecoin, um programador do projeto anunciou sua saída nos últimos dias, causando medo em muitos. Ross Nicoll era um dos programadores envolvidos e ocupava o cargo de Diretor da Dogecoin Core, mas no dia 16 de fevereiro ele anunciou sua partida do projeto, alegando entre vários motivos um grande estresse.

“Vou me afastar do Dogecoin, por vários motivos. Principalmente o estresse envolvido é esmagador e eu preciso dar um passo atrás para me concentrar em mim por um período.”

Diretor da Dogecoin saiu do desenvolvimento, mas volta como conselheiro

Na última quinta-feira (24), a Fundação Dogecoin anunciou que o agora ex-diretor Ross Nicoll que saiu recentemente volta para ocupar um cargo de conselheiro. Essa fundação foi reativada em 2021.

Segundo a entidade que planeja diretrizes para o futuro da Dogecoin e tem até colaboração indireta de Elon Musk, o ex-diretor planejava sua saída há um ano e continuará colaborando para o futuro do projeto, mas agora em nova posição.

Embora isso seja novidade para muitos na comunidade, Ross deixou suas intenções claras para os desenvolvedores do Core há quase um ano e vem trabalhando silenciosamente nos bastidores para criar uma transição sustentável para seu papel no projeto Dogecoin.

Com isso em mente, Ross foi fundamental no restabelecimento da Fundação Dogecoin em 2021. A Fundação foi criada para garantir que a Dogecoin prospere no futuro por meio de um ecossistema diversificado de projetos e equipes, trabalhando em colaboração para tornar a Dogecoin uma criptomoeda sustentável a longo prazo.

A Fundação Dogecoin declarou que não considera a saída de Ross uma perda, mas sim que ele continua na defesa da moeda meme, que pretende seguir no longo prazo como uma alternativa de envio de dinheiro.

Qual a missão da Dogecoin?

A moeda Dogecoin surgiu, como o próprio manifesto declara, como um acidente no mercado de criptomoedas, que faz as pessoas rirem. Sua origem a torna a primeira criptomoeda meme já criada, embora muitas tenham sido geradas no último ano.

Mesmo assim, criada ainda em 2014, antes mesmo do Ethereum, essa criptomoeda já chamou muita atenção pelo mundo e é a preferida de Elon Musk, homem mais rico do mundo que defende o projeto DOGE como moeda.

Assim, a missão atual da Dogecoin é se estabelecer como uma forma de envio de dinheiro pela internet, dando atenção mais a segurança da rede e a baixas taxas de transações de valores neste ambiente.

Um de seus criadores, Billy Markus, chegou a pedir nos últimos dias que o Twitter aceite Dogecoin para envio de pequenos valores entre usuários, mas não está claro se há algum estudo para isso em curso.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias