Diretor do Banco Central diz que Real digital está se tornando referência mundial

Moeda digital do banco central criada no Brasil está sendo apresentada em outros países.

Mulher ao fundo segurando notas de Real brasileiro digital
Mulher ao fundo segurando notas de Real brasileiro

Um diretor do Banco Central do Brasil afirmou que o Real digital está se tornando uma referência mundial em projetos de CBDC atualmente em estudo. Dessa forma, a versão brasileira de moeda digital já foi apresentada para vários países, que se mostraram interessados na tecnologia.

A ideia do Real digital surgiu após o crescimento das criptomoedas se tornar uma realidade cada vez mais perigosa. Como primeira medida, em 2020, o Banco Central do Brasil lançou o PIX às pressas, em busca de conter o crescimento do Bitcoin no país.

Agora, a agenda de inovação da autarquia espera criar uma versão de moeda digital. Uma das bandeiras para esse novo sistema é que os brasileiros poderiam enviar valores para o exterior com mais facilidade.

Diretor do Bacen: “Real digital já é referência mundial”

Após o fim da greve dos servidores do Banco Central do Brasil, a produção do Real digital parece ter voltado a ser conduzida pela autarquia.

Em uma entrevista com a Exame nos últimos dias, o diretor do Bacen que cuida deste projeto, Fábio Araújo, disse que o projeto do Real digital está se tornando uma referência mundial.

Segundo ele, o BC do Brasil tem apresentado a tecnologia ao BIS, também chamado de Banco Central dos Bancos Centrais. Dessa forma, além de “internacionalizar” a solução brasileira, assim como o PIX, o Real digital tem recebido elogios de vários países.

Um dos pontos de destaque do projeto é a programabilidade da CBDC brasileira, que espera criar um ambiente similar ao das criptomoedas com a moeda nacional. Ou seja, programadores em blockchain e especialistas em tokenização poderão começar a utilizar a rede do Bacen para criar inovações bancárias.

Outro detalhe importante deste projeto é a intenção de criar um projeto de stablecoin mais seguro que outras soluções já existentes. Isso porque, a moeda digital CBDC do Brasil terá paridade com a nota em espécie, e seu valor será “estável”.

Novo Real já está em primeira fase de testes com parceiros

A previsão inicial do Bacen era que o Real digital chegasse para testes até o final de 2022, contudo, a greve de servidores atrasou o cronograma e adiou para 2023 este lançamento. Fábio Araújo confirmou que ficou para o próximo ano um eventual lançamento da CBDC.

Assim, a primeira fase atualmente sendo conduzida pelo Bacen é de testes com parceiros, que estão apresentando ideias para elaborar essa tecnologia de forma segura e ampla.

Em março, o Banco Central escolheu a criptomoeda Aave e mais empresas para ajudar a desenvolver o Real digital.

O objetivo ao criar a moeda digital é facilitar a distribuição de dinheiro para a população e tornar os pagamentos digitais no Brasil mais presentes. Essa será uma moeda centralizada emitida pelo Banco Central, que espera com o projeto manter o controle da emissão, após o crescimento das criptomoedas descentralizadas pelo mundo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias