Dominância do Bitcoin aumenta em meio à queda das altcoins

Ficar de olho na dominância do Bitcoin é uma métrica importante para muitos analistas gráficos.

Siga no

Em meio à queda do Bitcoin, o resto do criptomercado também está sofrendo com um banho de sangue. Com as altcoins muitas vezes acompanhando o movimento do Bitcoin, a situação não está boa para muitos investidores que diversificaram seus portfólios com moedas alternativas.

Com isso, temos um criptomercado bem vermelho, como é o caso do Ethereum, ou então quedas maiores, como a Binance Coin, que acumula perdas de 10%.

Como sempre acontece neste tipo de situação, a participação do Bitcoin no mercado acabou subindo.

Mesmo com o preço do Bitcoin caindo e testando o suporte de US$ 30 mil, a sua dominância vem subindo, atingindo o valor mais alto durante o mês. Isso é um sinal claro de que o mercado de altcoins está em apuros, com perdas grandiosas para as moedas de capitalização menor.

Apesar de estar em queda, o Bitcoin não parece estar caindo sem lutar. A pressão de compra chegou a aparecer algumas vezes, levando a moeda para uma recuperação de próxima dos US$ 35 mil, mas infelizmente, o FUD da China voltou a exercer pressão de venda e a moeda encostou nos US$ 30 mil, o preço mais baixo desde o começo de junho.

Com a dominância do Bitcoin indo para a 47,38%, esse é o valor mais alto da participação do Bitcoin no mercado desde o começo de maio. Novamente, isso é um claro sinal de que o mercado de altcoins está sofrendo mais do que o Bitcoin, o que pode ser um sinal bem negativo sobre o sentimento do mercado de forma geral.

Mas a dominância do Bitcoin ainda é apenas parte do que era no começo do ano. Em janeiro de 2021 a dominância do Bitcoin marcava mais de 70%.

E sempre que temos um momento de grande queda do Bitcoin, muitos começam a ficar de olho no histórico da moeda digital para tentar encontrar padrões similares ao que aconteceu antes.

E, como é de se esperar, temos um momento de grande queda da dominância do Bitcoin entre 2017 e 2018.

No entanto, vale ressaltar que a dominância das altcoins no período se manteve por um bom tempo antes de começar a cair em oposição ao aumento da do Bitcoin. Quando a dominância do BTC começou a aumentar, foi quando o preço começou a se recuperar e eventualmente saiu dos US$ 3 mil para mais próximo dos US$ 13 mil.

Ficar de olho na dominância do Bitcoin é uma métrica importante para muitos analistas gráficos. E esse aumento recentemente é interessante, afinal, a história pode não se repetir, mas ela pode rimar, como dizia Mark Twain.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Ethereum vai ultrapassar o Bitcoin, diz CEO da Pantera Capital

O Ethereum está prestes a passar por uma de suas mais importantes atualizações, o hard fork London, em preparação para o Ethereum 2.0. Essa...

TradingView: Mercado cripto ainda tímido, analistas otimistas

Após forte alta, mercado sofre breve retração, que não foi o suficiente para tirar as esperanças dos analistas. Confira os estudos do TradingView. Lorena Almada O...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias