Dupla que criou “moeda que superou o Bitcoin” vai encerrar serviços em abril

Bitcoin vai mostrando ao mundo o que é Finanças Descentralizadas de verdade, dia após dia.

Bitcoin cercado de criptomoedas alternativas
Bitcoin cercado de criptomoedas alternativas

Uma dupla de criadores de aplicativos DeFi, que criaram ao todo 25 projetos, estão planejando encerrar seus serviços em abril de 2022. Uma das criações dos dois foi uma “moeda que superou o Bitcoin”.

Para todos os clientes desses produtos essa notícia não foi nada agradável, visto que as soluções DeFi chamaram atenção nos últimos anos. Isso porque, ao permitir opções bancárias com criptomoedas, como empréstimos, por exemplo, muitas pessoas passaram a usar esse setor apontado como promissor.

As finanças descentralizadas (DeFi) deram então um novo tom ao mercado, com inúmeras soluções sendo apresentadas ao mercado. Mas os criadores dessas soluções, em alguns casos, se mostraram grandes golpistas.

Dupla que criou “moeda que superou o Bitcoin” vai encerrar serviços de DeFi

A dupla Anton Nell e Andre, criadores de 25 projetos de DeFi, anunciou que todos os seus produtos e serviços no setor serão encerrados em abril de 2022. Entre os produtos que eles criaram, um deles é a yearn.finance, que detém a moeda YFI que “superou o Bitcoin” quando alcançou em 2021 a cotação de R$ 500 mil no mercado.

Como recebeu grande valorização, esse projeto recebeu muita atenção de investidores de todo o mundo entusiasmados com o setor de finanças descentralizadas. Contudo, a alegria agora tem data para acabar: 3 de abril de 2022.

Pelo Twitter, Anton declarou que ele e seu sócio estão desligando os DeFis que construíram, uma decisão que vinha sendo tomada há algum tempo. Não está claro se dentre os 25 projetos, o YFI também será desativado na data.

“Andre e eu decidimos que estamos fechando o capítulo de contribuição para o espaço defi/cripto. Existem cerca de 25 aplicativos e serviços que encerraremos em 03 de abril de 2022. Ao contrário dos anteriores “construir em defi é uma droga”, esta não é uma reação instintiva ao ódio recebido ao lançar um projeto, mas uma decisão que vem sendo feita há algum tempo. Obrigado a todos que nos apoiaram nos últimos anos.”

Mais detalhes sobre a saída do mercado não foram divulgados por seus criadores, mas a saída da dupla chamou atenção do CEO da Tron, Justin Sun, que se mostrou disposto a assumir os projetos após abril.

Porque o Bitcoin ainda é o ícone da descentralização?

Embora o mercado de DeFi tenha se apropriado do termo descentralizado para suas aplicações, na prática a situação é muito diferente. Uma análise até da CVM dos EUA, a SEC, declarou que o setor de DeFi é nebuloso quanto a sua descentralização e que apenas o Bitcoin é realmente distribuído.

Esse setor inclusive é um dos que está sob forte pressão para ser regulamentado em vários países, mostrando que suas aplicações seguem na mira de autoridades.

Contudo, de forma distribuída o Bitcoin continua sendo uma ferramenta de envio de valores pela internet, sem risco de ter transações censuradas em sua rede. Ou seja, o Bitcoin é o ícone da descentralização no setor de criptomoedas, sendo a saída da dupla de criadores de projetos uma mostra clara dessa situação.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias