É gol da Alemanha, país reconhece Bitcoin como instrumento financeiro

País avança na regulamentação das criptomoedas!

-

Siga no
Bitcoin Brilhando em cima de mão
Bitcoin Brilhando em cima de mão
Anúncio

A Alemanha é certamente o principal país do bloco europeu, principalmente após o Brexit da Inglaterra. Na mais nova ação inovadora, a Alemanha, através do Banco Central, reconheceu o Bitcoin como um instrumento financeiro legal.

A medida é importante para a visão das criptomoedas, uma vez que publicou uma cartilha que fornece mais clareza jurídica para o criptomercado. Além disso, foram colocados pelo BC da Alemanha cinco ponto que explicam o que é uma moeda digital.

O anúncio vem dias após o G20 pedir aos países maior firmeza na regulamentação das criptomoedas. Este reconhecimento poderá ajudar as empresas locais a empreenderem com segurança, além de ser modelo para outros países do mundo.

Novas regras da Alemanha mostram o Bitcoin como “representações digitais de valor”

Anúncio

A maior potência europeia, a Alemanha, clareou as ideias sobre o Bitcoin. De acordo com um documento público que foi liberado pelo Banco Central, as criptomoedas possuem cinco características.

Primeiramente, fica claro que uma criptomoeda não é emitida por nenhum banco central ou órgão público. Em segundo lugar, as criptomoedas como o Bitcoin não possuem status legal de moeda ou dinheiro.

Além disso, o BC alemão entende que as criptomoedas poderão ser utilizadas como meio de pagamento entre pessoas e empresas. Dessa forma, na terceira posição, ficou claro que as criptomoedas são vistas como meio de pagamento.

O que mais chamou atenção, contudo, é o quarto ponto, que afirmou que as criptomoedas podem servir para fins de investimentos. Dessa forma, pessoas que consideram o Bitcoin, por exemplo, um investimento e não uma moeda, passam a ter mais segurança para armazenar seus ativos.

Por fim, as novas regras informam que as criptomoedas podem ser transmitidas, armazenadas e negociadas eletronicamente. Ou seja, as corretoras de Bitcoin que operam na Alemanha passam a ter um respaldo legal.

Multidão com Bandeiras da Alemanha
Multidão com Bandeiras da Alemanha

“Criptomoedas não são moedas eletrônicas”, afirma BC da Alemanha

O documento liberado pelo Banco Central da Alemanha deixa claro que as criptomoedas não são moedas eletrônicas. Para as moedas eletrônicas, há uma regulamentação no país separada. Este também é um ponto positivo para os fãs do Bitcoin.

A nova clareza jurídica seguiu padrões estabelecidos de organizações, como a Força-Tarefa de Ação Financeira (FATF). O Banco Central deixa claro que antes deste documento, nenhuma categoria encaixava as criptomoedas.

A Alemanha é um dos principais países a criar nodes de Bitcoin, o que mostra que há um forte interesse local na tecnologia. Uma maior clareza na regulamentação coloca este país com boa visão por empresas que empreendem neste mercado.

No Brasil, a regulamentação das criptomoedas ainda engatinha em discussões no legislativo. Por outro lado, a Receita Federal tem colocado olho sobre as criptomoedas, que são obrigadas a serem declaradas.

CPI criptomoedas - Regulamentação do Bitcoin é discutida no Brasil
CPI criptomoedas – Regulamentação do Bitcoin é discutida no Brasil

Ainda que uma maior regulamentação do Bitcoin seja importante para algumas empresas, a moeda continua ser operada sem nenhuma interferência de governos e bancos centrais. Um ex-candidato a presidência dos EUA em 2020, Andrew Yang, chegou a afirmar que é impossível para o Bitcoin com regulamentação. Mesmo assim, as novidades do velho continente mostram que os BCs estão se movimentando sentido às criptomoedas.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Cristo Redentor, símbolo no Brasil (Rio de Janeiro), e Bitcoin (BTC Blockchain)

Brasil desenvolve com blockchain uma identidade descentralizada

O Brasil caminha rumo às novas tecnologias e já desenvolve com uso da blockchain um novo projeto. Chamada de identidade descentralizada, a solução promete...
Sequestro envolvendo Bitcoin e criptomoedas

Polícia desarticula sequestro que pedia Bitcoin pelo resgate de mulher

Um sequestro de uma mulher no Ceará, que pedia R$ 1 milhão em Bitcoin como resgate, foi desarticulado pela polícia civil em 12 horas....
Estátua da Justiça

Justiça bloqueia do Grupo SAF mais de R$ 400 mil após suspeitas de pirâmide

Um novo negócio suspeito de operar um esquema de pirâmide financeira recebeu atenção da justiça nos últimos dias. Isso porque, a justiça do Distrito...

Últimas notícias

Polícia desarticula sequestro que pedia Bitcoin pelo resgate de mulher

Um sequestro de uma mulher no Ceará, que pedia R$ 1 milhão em Bitcoin como resgate, foi desarticulado pela polícia civil em 12 horas....

Justiça bloqueia do Grupo SAF mais de R$ 400 mil após suspeitas de pirâmide

Um novo negócio suspeito de operar um esquema de pirâmide financeira recebeu atenção da justiça nos últimos dias. Isso porque, a justiça do Distrito...

Uniswap dispara 270% com distribuição de 400 tokens por usuários

O valor total bloqueado (TVL – de Total Value Locked a inglês) na corretora descentralizada Uniswap disparou mais de 270%, de R$ 2.7 bilhões...