Esta criptomoeda valorizou 1.000% desde março

Os criptoativos aumentam de valor sempre que há mais interesse pela compra do que pela venda (oferta x demanda) e recentemente o ecossistema dessa altcoin recebeu várias notícias que podem ter aumentando a positividade sobre a rede.

Siga no
Foguete
Foguete

A grande maioria dos investidores está de olho na movimentação do Bitcoin e das outras Altcoins. Quem acompanhou o mercado recentemente, deve ter se animado com a criptomoeda Theta e Theta Fuel, ambas pertencentes ao mesmo ecossistema. As duas moedas digitais subiram mais de 1.000% desde março.

Essa valorização surpreendente está muito acima o que vimos no Bitcoin e outras criptomoedas alcançarem no mesmo período. Desde de o dia 12 de março, conhecido como a Quinta-Feira Negra, por causa da grande queda dos valores dos ativos, a Theta Token (THETA) subiu mais de 1.300%, já o ativo irmão, chamado Theta Fuel (TFUEL) teve um aumento de 1.200%.

A Theta Network, que utiliza os dois ativos digitais em sua plataforma, é novo aplicativo de streaming com foco em eSports e que vem chamando a atenção de muitos setores, agora ainda mais a do setor de criptomoedas.

E toda essa alta pode ter diferentes motivos, desde o lançamento da mainnet 2.0, programada para esta quarta-feira, até uma parceria com o Google, além de parcerias técnicas com a Samsung e Android TV.

A Theta representa atualmente um bom exemplo de crescimento fundamentalista, conseguindo uma base mais sólida do que apenas a especulação.

No entanto, o crescimento assustador deixa dúvidas se há possibilidades de um crescimento maior, ou se estamos muito perto de um sinal de venda.

Crescimento parabólico da Theta

A Theta é uma plataforma similar à Twitch, no entanto, com integração à blockchain e criptomoedas. O foco é streaming de competições de jogos online, jogos de cartas e até mesmo conferências de criptomoedas, como foi o caso da Consensus e Crypto Asia Summit.

Os usuários da plataforma recebem tokens Theta Fuel pela participação engajamento com a plataforma. Já o Theta Token é ganho através de staking.

Desde que a plataforma começou a ganhar tração em março, a moeda vem valorizando em níveis impressionantes no par THETA/USD.

Valorização da Theta Token desde meados de março. Fonte: TradingView

O que está por trás do crescimento da criptomoeda?

Os criptoativos aumentam de valor sempre que há mais interesse pela compra do que pela venda (oferta x demanda) e recentemente o ecossistema dessa altcoin recebeu várias notícias que podem ter aumentando a positividade sobre a rede.

Primeiramente temos o lançamento da Mainnet 2.0, que está para acontecer em algumas horas. Essa atualização geral a rede trará várias mudanças para a plataforma. O lançamento também parece ter aumentado a adoção do token, como a própria empresa afirmou em um post no Medium.

Por fim, a rede também está começando a realizar testes com contratos inteligentes, o que pode trazer mais valor para o ecossistema no futuro.

No entanto, o que pode ser o verdadeiro responsável por essas altas são as parcerias realizadas com importantes nomes do setor de tecnologia.

O Galaxy S10 foi um dos principais modelos a ter integração com criptomoedas. A Samsung parece estar querendo continuar investimento nessas tecnologias.

Recentemente também foi anunciado que o Galaxy S20, principal celular da Samsung, vai possuir o aplicativo de streaming da Theta pré-instalado no sistema Android nos modelos vendidos no mercado dos EUA.

Além disso, o app estará presente na atualização que via afetar o Galaxy S10, S9 e Note9.

Parceria com o Google Cloud

Por fim, temos uma pareceria com uma das gigantes do setor tecnológico. As duas empresas pretendem utilizar a blockchain para plataformas de streaming como o Netflix ou Amazon Prime Video.

De acordo com a Forbes, a ideia é utilizar a blockchain para diminuir a carga sobre os servidores dessas empresas. Isso porque, desde o começo da atual pandemia mundial, o número de acessos a esses serviços aumentou consideravelmente.

A parceria e as possíveis soluções criadas entre a Theta Labs e Google Cloud envolveriam os tokens Theta.

Tudo isso pinta um cenário muito positivo para o ativo digital. No entanto, vale ressaltar que é impossível determinar se o ativo vai continuar com o crescimento parabólico ou se atingimos o topo e agora é hora de estar novos níveis de suporte.

Por isso, esse artigo não deve ser considerado como incentivo de investimento.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Cardano. Imagem: Abode Stock

Cardano dispara e bate recorde de preço enquanto Bitcoin cai

A criptomoeda Cardano (ADA) disparou neste sábado e bateu um novo recorde de preço, enquanto isso, o Bitcoin e a maioria das principais criptomoedas...
Elon Musk interpretando Wario. Imagem: Divulgação SNL.

Cocriador da Dogecoin chama Elon Musk de “vigarista egoísta”

Pouco tempo depois de Elon Musk afirmar que estava trabalhando com desenvolvedores da Dogecoin, o cocriador da criptomoeda meme, Jackson Palmer, apareceu no Twitter...
Criptomoeda Ethereum em destaque com outras criptomoedas ao seu redor rivais

Elon Musk vai comprar Ethereum?

“Eu acredito fortemente nas criptomoedas, mas elas não podem levar a um aumento massivo no uso de combustível fóssil, especialmente carvão”, disse Elon Musk,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias