Esta criptomoeda valorizou 1.000% desde março

Os criptoativos aumentam de valor sempre que há mais interesse pela compra do que pela venda (oferta x demanda) e recentemente o ecossistema dessa altcoin recebeu várias notícias que podem ter aumentando a positividade sobre a rede.

-

Siga no
Foguete
Foguete
Anúncio

A grande maioria dos investidores está de olho na movimentação do Bitcoin e das outras Altcoins. Quem acompanhou o mercado recentemente, deve ter se animado com a criptomoeda Theta e Theta Fuel, ambas pertencentes ao mesmo ecossistema. As duas moedas digitais subiram mais de 1.000% desde março.

Essa valorização surpreendente está muito acima o que vimos no Bitcoin e outras criptomoedas alcançarem no mesmo período. Desde de o dia 12 de março, conhecido como a Quinta-Feira Negra, por causa da grande queda dos valores dos ativos, a Theta Token (THETA) subiu mais de 1.300%, já o ativo irmão, chamado Theta Fuel (TFUEL) teve um aumento de 1.200%.

A Theta Network, que utiliza os dois ativos digitais em sua plataforma, é novo aplicativo de streaming com foco em eSports e que vem chamando a atenção de muitos setores, agora ainda mais a do setor de criptomoedas.

Anúncio

E toda essa alta pode ter diferentes motivos, desde o lançamento da mainnet 2.0, programada para esta quarta-feira, até uma parceria com o Google, além de parcerias técnicas com a Samsung e Android TV.

A Theta representa atualmente um bom exemplo de crescimento fundamentalista, conseguindo uma base mais sólida do que apenas a especulação.

No entanto, o crescimento assustador deixa dúvidas se há possibilidades de um crescimento maior, ou se estamos muito perto de um sinal de venda.

Crescimento parabólico da Theta

A Theta é uma plataforma similar à Twitch, no entanto, com integração à blockchain e criptomoedas. O foco é streaming de competições de jogos online, jogos de cartas e até mesmo conferências de criptomoedas, como foi o caso da Consensus e Crypto Asia Summit.

Os usuários da plataforma recebem tokens Theta Fuel pela participação engajamento com a plataforma. Já o Theta Token é ganho através de staking.

Desde que a plataforma começou a ganhar tração em março, a moeda vem valorizando em níveis impressionantes no par THETA/USD.

Valorização da Theta Token desde meados de março. Fonte: TradingView

O que está por trás do crescimento da criptomoeda?

Os criptoativos aumentam de valor sempre que há mais interesse pela compra do que pela venda (oferta x demanda) e recentemente o ecossistema dessa altcoin recebeu várias notícias que podem ter aumentando a positividade sobre a rede.

Primeiramente temos o lançamento da Mainnet 2.0, que está para acontecer em algumas horas. Essa atualização geral a rede trará várias mudanças para a plataforma. O lançamento também parece ter aumentado a adoção do token, como a própria empresa afirmou em um post no Medium.

Por fim, a rede também está começando a realizar testes com contratos inteligentes, o que pode trazer mais valor para o ecossistema no futuro.

No entanto, o que pode ser o verdadeiro responsável por essas altas são as parcerias realizadas com importantes nomes do setor de tecnologia.

O Galaxy S10 foi um dos principais modelos a ter integração com criptomoedas. A Samsung parece estar querendo continuar investimento nessas tecnologias.

Recentemente também foi anunciado que o Galaxy S20, principal celular da Samsung, vai possuir o aplicativo de streaming da Theta pré-instalado no sistema Android nos modelos vendidos no mercado dos EUA.

Além disso, o app estará presente na atualização que via afetar o Galaxy S10, S9 e Note9.

Parceria com o Google Cloud

Por fim, temos uma pareceria com uma das gigantes do setor tecnológico. As duas empresas pretendem utilizar a blockchain para plataformas de streaming como o Netflix ou Amazon Prime Video.

De acordo com a Forbes, a ideia é utilizar a blockchain para diminuir a carga sobre os servidores dessas empresas. Isso porque, desde o começo da atual pandemia mundial, o número de acessos a esses serviços aumentou consideravelmente.

A parceria e as possíveis soluções criadas entre a Theta Labs e Google Cloud envolveriam os tokens Theta.

Tudo isso pinta um cenário muito positivo para o ativo digital. No entanto, vale ressaltar que é impossível determinar se o ativo vai continuar com o crescimento parabólico ou se atingimos o topo e agora é hora de estar novos níveis de suporte.

Por isso, esse artigo não deve ser considerado como incentivo de investimento.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Avatar
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Bitcoin em corretoras de criptomoedas

CEO da MicroStrategy: “podemos despejar R$ 1.3 bi em Bitcoin no mercado a qualquer...

Após comprar de R$ 1.3 bilhão em bitcoin como reserva de valor, a MicroStrategy se tornou um nome importante para os defensores da moeda...
Prédio da PGR - Ministério Público Federal do Brasil (MPF) investigando

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...

Últimas notícias

MPF está investigando ataque hacker em seus servidores

O Ministério Público Federal (MPF) está investigando um suposto ataque hacker em seus servidores. De acordo com um portal de notícias, dados do órgão...

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...

Pioneira, gestora carioca lança primeiro ETF de criptomoedas do mundo

A gestora Hashdex, sediada no Rio de Janeiro (RJ), informou nesta semana que recebeu aprovação para lançar o primeiro ETF (sigla para fundo negociado...