Estudo mostra quantas moedas estão em circulação antes do Halving do Bitcoin

O número é assustador segundo previsões!

Siga no
Bitcoins empilhados
Bitcoins empilhados

O Bitcoin é uma moeda digital com uma tecnologia nova por isso, interessante. Quando Satoshi Nakamoto criou o Bitcoin, o halving foi programado para diminuir as moedas a serem colocadas em circulação por bloco. O episódio deve acontecer a cada 210 mil blocos, que com a geração atual, acontece a cada quatro anos. A dúvida é, com o halving de 2020, quantas moedas que já foram criadas ainda estão em circulação?

Com Halving do Bitcoin, quantas moedas ainda restam em circulação?

De acordo com previsões baseadas em tempo, o halving do Bitcoin ocorrerá em 176, sendo a data provável sendo dia 14 de maio de 2019. Contudo, como o evento acontece baseado em blocos, pode acontecer de ser antes ou depois.

Com a ansiedade da comunidade pelo evento, alguns vem questionando um outro fator. Como o halving diminui a quantidade de Bitcoins geradas por bloco minerado, qual seria então a quantidade de moedas atualmente em circulação.

De acordo com um relatório da CoinMetrics (CM), do dia 19 de novembro, o número está bem abaixo do que já foi gerado. Isso porque até o bloco n.º 600 mil, 18 milhões de Bitcoins já teriam sido minerados. Quando Satoshi Nakamoto criou o Bitcoin, o máximo de moedas que deveriam ser criadas seria de 21 milhões.

O relatório da CM apontou que dos 18 milhões do bloco n.º 600 mil, apenas 17,999,817 BTC seriam tecnicamente gastáveis. A explicação é que bugs iniciais e recompensas não resgatadas por mineradores causaram essa perda.

Moedas zumbi, roubos de hackers e bugs pela história

Não são apenas os bons momentos de alta de preços que compõem a história do Bitcoin. Muitos entusiastas iniciais não tinham as facilidades que os que entraram nos últimos anos possuem.

As primeiras carteiras de Bitcoin eram complicadas de se trabalhar, com vários bugs que foram resolvidos com o tempo. Com isso, há muitos endereços antigos de Bitcoin que não movimentam suas moedas há um bom tempo.

Alguns desses endereços o CoinMetrics chamou de zumbis. A explicação é porque as moedas desses podem estar “mortas”, com os donos desses endereços sem condições de acessar os fundos.

Além disso, os casos de roubos da MTGox e Bitfinex também tiraram muitas moedas de circulação. Apesar dos fundos estarem nas mãos dos hackers, a blockchain permite que os endereços sejam rastreados. Com isso, os donos desses endereços, mesmo se ainda tiverem as chaves privadas, possuem dificuldades de gastar esses fundos. Uma exchange, por exemplo, que aceitar um Bitcoin proveniente do furto da MTGox pode ter sérios problemas.

Em resumo, com todo o histórico de moedas encontradas até aqui, o CM afirmou que só há 16,301,039 Bitcoins em circulação, considerando os 18 milhões que deveriam existir. Até o fim da geração de Bitcoins no mundo, processo chamado de mineração, já pode-se considerar a perda de quase 1,700 milhões de BTCs.

Claro que essa perda torna o Bitcoin mais escasso, e há quem comemore o fato como algo que valoriza ainda mais a moeda. Por fim, o CM afirmou que analisou de cima para baixo, começando pelo suprimento inicial que deveria acontecer até o que já foi dado como perdido até aqui.

Estudo da CoinMetrics mostrou quantas moedas estão em circulação antes do Halving do Bitcoin
Estudo da CoinMetrics mostrou quantas moedas estão em circulação antes do Halving do Bitcoin, considerando o bloco 600 mil minerado

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Youtuber Felipe Neto

Criptomoeda com “potencial imenso” que Felipe Neto investiu derrete 53%

Uma criptomoeda que o youtuber Felipe Neto investiu derreteu 53% e chamou a atenção de um analista da bolsa de valores brasileira. O projeto em...
Alibaba Bitcoin

Alibaba proíbe venda de equipamentos de mineração de bitcoin

A proibição do Bitcoin na China começa a afetar outros setores da indústria. Desta vez a gigante Alibaba, 9ª maior empresa do mundo por...
Fachada de agência do Banco do Brasil

Tokecardume ou Bitemoeda? – Vejas as questões sobre criptomoedas do concurso do Banco do...

No último domingo (26), o concurso do Banco do Brasil foi aplicado em diversas cidades do Brasil, com várias questões sendo vistas sobre Bitcoin...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias