Falso App da Binance já roubou mais de R$ 2,1 milhões; “Tudo nele é real, menos uma coisa”

Segundo relato da SlowMist, empresa de segurança de blockchain, criminosos estariam copiando o aplicativo original da Binance e colocando-o para download em sites relevantes.

Mais de 400.000 USDT (R$ 2,1 milhões) já foram roubados no último mês através de um aplicativo falso da Binance, apontam informações de Wu Colin. Segundo o jornalista, o aplicativo funciona normalmente, mas os endereços de depósito estão sendo alterado por hackers.

“Tudo no seu aplicativo Android da Binance é real, você pode fazer login e negociar normalmente, e apenas uma coisa é falsa: o endereço de depósito de USDT.”

Seguindo, Colin também traz relatos de usuários que afirmam ter perdido Ethers (ETH) ao tentar depositar na corretora.

“Em 24 de outubro de 2022, transferi 5 ETH da carteira MetaMask para o App da Binance”, mostra o relato de um usuário chinês. “Alguns minutos depois, verifiquei o App da Binance e descobri que a conta não havia sido recebida. Achei que a rede poderia estar congestionada.”

“Então entrei em contato com o atendimento ao cliente […], mas o atendimento ao cliente disse que meu endereço de depósito não pertencia a nenhum usuário da Binance.”

Na sequência, o usuário conta filmou todo processo que percorreu para depositar ETH, chegando até o endereço mostrado dentro do aplicativo da Binance. Como resposta, a corretora teria dito que ele poderia ter feito o download de um aplicativo falso.

“Por fim, o atendimento ao cliente me pediu para fazer login na minha conta no computador e comparar o endereço de pagamento”, continua o usuário. “Quando abri o endereço de pagamento na página da web, fiquei completamente atordoado. O endereço de pagamento na página da web era diferente do endereço no celular.”

Empresa de segurança explica o que pode ter acontecido

Segundo relato da SlowMist, empresa de segurança de blockchain, criminosos estariam copiando o aplicativo original da Binance e colocando-o para download em sites relevantes.

“O usuário instalou um aplicativo falso da Binance, onde login e outras funções não foram alteradas… A função de código malicioso está localizada no depósito […] substituindo o endereço de depósito do usuário por outro endereço malicioso.”

Finalizando, também comenta que tais aplicativos não devem ser procurados em sites como Baidu, o buscador mais popular na China. Indo além, também nota que o mesmo acontece com aplicativos de outras corretoras, e que os usuários devem baixar aplicativos apenas pelos sites oficiais.

Por fim, como a Binance não possui nenhuma culpa, é difícil imaginar que a corretora esteja disposta a cobrir tais perdas. Quanto ao usuário acima, que perdeu 5 ETH (R$ 42.000), o mesmo afirma que “os últimos 3 dias foram como 30 anos de sofrimento”, mas que ainda possui esperanças.

Problema também atinge o Google

Ainda nesta semana, o próprio Changpeng Zhao comentou sobre um problema semelhante, mas desta vez com o Google. Segundo o fundador da Binance, ainda é possível encontrar diversos golpes de phishing no buscador mais popular do mundo.

“O Google exibe sites de phishing quando os usuários pesquisam “CMC” [sigla para CoinMarketCap]. Isso afeta os usuários que adicionam endereços de contrato inteligente à MetaMask usando esses sites de phishing. Estamos tentando entrar em contato com o Google para isso e, enquanto isso, alertamos os usuários sobre isso por meio de canais sociais.”

Por fim, é necessário tomar cuidado ao confiar em tais sites. Afinal, embora tenham melhorado muito nos últimos anos, os mesmos ainda são uma grande ferramenta usada por hackers.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias